"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

19 agosto 2010

James Van Praagh - O Homem que conversava com os Espíritos


"James Van Praagh tem mudado a vida de muitas pessoas, livrando-as do medo da morte e trazendo alento ao sofrimento de pais ao transmitir mensagens de seus filhos falecidos. É impossível não se emocionar."
Revista Newsweek

James Van Praagh é considerado um dos médiuns mais conhecidos da atualidade. Embora os sensitivos norte-americanos desconheçam, em sua maioria, a Doutrina Espírita como ensinada por Allan Kardec, Van Praagh é considerado o que mais se aproxima da religiosidade que os brasileiros têm em relação à espiritualidade. Através de livros e de um programa de televisão, onde manteria contato imediato com entes queridos de membros da platéia, ele tem ajudado e transformado a vida de pessoas que perderam seus seres amados. A história da descoberta e do desenvolvimento de sua mediunidade está contada no livro "Conversando com os Espíritos".

Aqueles que comparecem a seus workshops e palestras se observam a naturalidade como os espíritos se comunicam através dele, fornecendo detalhes precisos que confirmam sua presença, e mandando mensagens de amor e esperança consoladoras. Para orientar pessoas em suas buscas espirituais, Van Praagh publicou livros e um CD de meditação, lançados no Brasil pela Editora Sextante.

Ele já visitou o Brasil diversas vezes, fazendo palestras e workshops sobre o seu trabalho. Em seu livro "O Despertar da Intuição", ele afirma que todos nós somos médiuns potenciais. Segundo ele, precisamos apenas abrir nossos corações para podermos receber a ajuda constante de anjos da guarda, guias e protetores espirituais. Segundo diz : "Todos nós somos seres intuitivos porque nascemos com uma sabedoria inerente, um dom que Deus nos deu. Por exemplo, todos nós já tivemos a experiência de pensar em uma pessoa e, cinco minutos depois, ela telefonar. Quando você descobre esta capacidade, pode aprender a usar este dom de muitas formas, inclusive para fazer escolhas no dia-a-dia. Quanto melhor você se conhece, mais fácil fica compreender o mundo e viver".

O autor garante que homens e mulheres têm a mesma capacidade de desenvolver seu poder mediúnico. E, embora seja mais fácil captar sinais para outras pessoas, ele acredita que todos podem aprender a ouvir a própria intuição e prestar atenção a ela.