"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

06 novembro 2010

Dica de livro - "Casas que Matam" - Roger de Lafforest


Você já pensou que sua própria casa pode ser uma armadilha mortal? 

Radiações telúricas, influências de materiais de construção, memórias das paredes... No entanto, precauções e remédios estão ao alcance do homem para neutralizar estas forças inquietantes.

Alguns trechos do livro:

"Dentre os animais, o homem é o mais vulnerável; não tem cara­paça, nem couro, nem sequer pêlo que recubra sua pele. É um ser mais nu que uma lombriga e mais frágil que uma larva.[...]

[...] Estou convencido - concluiu o médico - de que a verdadeira proteção do adormecido é uma coberta mais simbólica que real; assim sendo, um simples tecido pode ter a mesma eficácia que uma campânula de chumbo. O importante é ter a cabeça coberta. Trata-se, em definitivo, de uma espécie de obrigação ritual, de um mistério de adequação. Explico: o mais adequado para a segurança do homem que dorme é uma casa; assim, a representação de um teto, mesmo que apenas simbólica, puramente mágica, basta para garantir a proteção do adormecido, para deter o feixe de forças assaltantes, para impedir a agressão do invisível."

Livro interessantíssimo! Indico a leitura.