"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

16 janeiro 2011

Dica de Filme - “Voltar a morrer”


Revi um filme espiritualista que apreciei muito: “Voltar a morrer” (1991).
Sempre procurava para alugar novamente e nada...E graças a net, lá estava eu, desta vez com meu filho mais velho, revendo o filme.
Continua interessante. Talvez num ritmo mais lento para os dias atuais. 
Mas o importante é a mensagem sobre resgate de vidas passadas, de que nada passa incólume, com um final surpreendente.
Kenneth Branagh dirige o filme com clareza e dá aos personagens um fio condutor direto entre o passado, até então nebuloso e o presente que parece ser claro.
O filme mostra de forma primorosa a simultaneidade do tempo; passado e presente se cruzam. Com um enrendo bastante inteligente que garante um clima de expectativa.
O contraste entre o preto e branco e o colorido foi uma obra-prima.
Mesmo com a qualidade da filmagem não muito boa, pois já é um filme antigo, a história é extremamente envolvente e prende totalmente a atenção.
Indico!
Sinopse: Em 1949, Margaret Strauss (Emma Thompson), a esposa de Roman Strauss (Kenneth Branagh), um compositor europeu, é assassinada. O marido é considerado culpado pelo crime e é condenado à morte. Quarenta anos depois, Grace (Emma Thompson), uma mulher assustada com amnésia e sem proferir uma palavra, tem sonhos que a remetem para a época do assassinato. É quando Gray Baker (Kenneth Branagh), um detetive, fica intrigado com algumas perguntas que ficaram sem respostas e começa a tentar entender quem é esta mulher e que mistério envolve sua vida. Mas quando ela é hipnotizada e começa a retroceder no tempo, a verdade passa a ser algo muito perigoso.