"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

09 junho 2011

Sobre as Organizações do Mal


Os espíritos malfeitores que habitam as zonas trevosas do Astral, vivem em comunidades organizadas e operam disciplinadamente.

Nas regiões trevosas existem vários agrupamentos diabólicos, disciplinados, que se devotam a sombrias tarefas e buscam se assenhorear de todas as almas que estão desamparadas na travessia do túmulo; agem impiedosamente e são exímios no emprego da hipnose malévola contra os encarnados incautos.

Eles se situam nas zonas de substância astral que melhor lhes favoreça a prática de torturas e de punições indescritíveis para com as almas desamparadas e perturbadas pelas suas mazelas trazidas da vida humana.

No comando dessas organizações sombrias permanecem os cérebros mais experimentados nas maiores torpezas e crueldades, pois tramam toda sorte de empreitadas com o fim de conseguir o domínio completo do astral das regiões inferiores do mundo terráqueo.

Dizem os nossos maiorais que, desde a época de Atlântida, muitas dessas coletividades negras tentam assumir o comando psíquico da Terra e expulsar definitivamente as hostes do Cordeiro Jesus do seu campo de ação benfeitora.

Proclamam que o “reino dos céus” deve pertencer aos anjos, mas que o “reino da Terra” é o império dos homens!

Consideram as entidades angélicas como intrusas que intervêm em suas vidas sombrias; então hostilizam-nas, por considerarem-nas almas privilegiadas e eleitas de um Deus que deserdou outros filhos dos bens espirituais.

A fim de conseguirem realizar o seu programa de completa ação contra as influências do Alto, esses maiorais das trevas não mantêm respeito algum, nem admitem qualquer contemporização para com os espíritos orientados pelo Cordeiro Jesus.

Lançam mão de todos os subterfúgios, crueldades, ou hipocrisias para o êxito de suas idéias maquiavélicas que, apesar de todos os fracassos, sempre lhes renascem mais fortes e com maior esperança futura.

Incalculáveis multidões de rebeldes, desesperados, movem-se ativamente nas regiões sombrias do astral, onde já constituíram inúmeros agrupamentos, que se opõem decididamente às comunidades dos espíritos superiores e tentam impedir-lhes as doutrinações e o socorro às suas vítimas.

Mas, embora se trate de organizações disciplinadas, não passam de ninhos de malfeitores dominados por ferozes ambições, desejos de desforras e inveja recíproca, alimentando incessantes conflitos, entre si, pela própria cupidez que reina entre eles.

Daí o motivo razoável por que o Mal, mesmo quando devidamente organizado, não consegue êxito em suas intenções subversivas.

A Paz e o Bem só podem existir entre aqueles que já renunciaram às paixões e aos tesouros tolos da vaidade e do orgulho humano.

[...] São poderosas organizações malignas, mas que terão existência temporária, embora algumas delas já estejam em atividades desde os pródromos da vossa atual civilização.

As grandes e trágicas modificações de “fim de tempos”, que se aproximam celeremente, modificarão a Terra em sua vida comum, higienizando-lhe também a aura “etéreo-astral”, pela seleção espiritual à “direita” do Cristo, o que representará um dos mais profundos golpes do Alto nas organizações diabólicas do astral inferior, pois elas serão desalojadas de suas fortalezas e do seu clima favorável no astral da Terra, terminando entontecidas e
desamparadas nas ruínas dos seus planos inexeqüíveis contra a Lei Superior.

Por enquanto, essa empreitada rebelde obedece a um extenso e metódico programa elaborado há muitos séculos pelos mais poderosos gênios galvanizados no Mal!

Esses espíritos vos espreitam continuamente, no mundo físico, tentando embargar todos os esforços dos espíritos benfeitores na defesa e na inspiração superior aos encarnados.

Por isso, mesmo no momento em que vos dito estas palavras, há um círculo de proteção em torno de mim e do médium, a fim de que eu vos possa contar, sem perigo, certas coisas que de modo algum lhes conviria que a Terra soubesse...

Enquanto as pontas dos seus fios magnéticos vos rodeiam, quais tentáculos, aguardando o menor descuido evangélico para vos enlaçar na hipótese da sugestão maléfica, os magos negros se movimentam no reino das sombras, assim como certos peixes na sua moradia de água lodosa.

[...] Além de um inteligente programa previamente estabelecido, eles mantêm certa disciplina, que às vezes se torna bastante férrea entre os seus próprios sequazes.

Nas regiões inferiores há escolas que estudam e esclarecem o mecanismo psicológico da alma encarnada, com muito mais largueza de conceitos e conhecimentos psíquicos do que a conseguida pelo mais abalizado psicólogo terreno.

Exímios cientistas subvertidos ao mal empreendem longa
auscultação psíquica sobre as criaturas.


(Fonte: livro “A Vida Além da Sepultura” - Ramatis)