"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

15 dezembro 2011

Por onde andas?



Por onde andas?
Perguntei a todas as calçadas e a todos os rostos vagabundos de uma manhã fria e cinzenta.
Ninguém sabe onde se esconde o teu perfume nem a tua alegria invulgar.
Desapareceste dos dias tal como negavas as noites.
Por onde andas?
Por curiosidade pergunto. Apenas pela curiosidade. Pergunto mas não procuro. Jamais procurarei o teu rasto e deixarei morrer nos braços de um horizonte eterno uma pergunta e uma paixão que desvanece.
São apáticos os dias sem paixão. Desinteressantes.
São autênticos Domingos à tarde sem motivação.

(desconheço a autoria)