"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

08 janeiro 2012

Eles sempre estiveram entre nós...


Eles, para quem acompanha a Ufologia, são nossos incansáveis visitantes, seres provenientes de outras “moradas da casa do Pai”, que certamente evoluíram mais rápido do que nós – ou surgiram antes – e tem recursos astronáuticos para viajarem entre estrelas e planetas, chegando até a Terra.

Nos últimos quase 60 anos da história moderna da Ufologia, são milhões os registros da passagem de suas naves, literalmente em todo o globo.

Mas, antes disso, eles já estavam aqui: nos primórdios do século XX e anteriores, durante a Idade Média, nas épocas bíblicas e bem antes.

UFOS tem sido vistos há milhares de anos, desde o surgimento da civilização terrestre, documentados com os recursos de cada época. Mas o que interessa mesmo, nessa curiosidade que parecem ter nossos visitantes com relação a nós, é como eles interferiram em nossa evolução.

E as provas mais contundentes dessa interferência estão nos registros bíblicos e outros considerados “sagrados”. É na Bíblia e em outros livros religiosos ainda mais antigos que encontramos provas inequívocas de que eles tem nos observado atentamente há milênios, muitas vezes fazendo parte ativa de nossa história.


(texto extraído da Revista Brasileira de Ufologia – UFO – Ed. Especial 38, nov 2005, ano 21, pag 37)



* * *



Em quase todas as religiões e tradições terrestres é perene a idéia de que o ser humano, além de sua massa corpórea, é composto também por um espírito, uma essência ou alma que resistiria à morte física.

Para algumas escolas de pensamento, como o Espiritismo, a reencarnação da alma em um novo corpo é fato concreto e estaríamos em contato permanente com o que chama de “mundo espiritual”, onde habitariam os ainda não reencarnados — que de lá interfeririam no que ocorre do lado de cá.

Uma idéia crescente na Ufologia é a de que neste meio também poderiam estar se manifestando entidades extraterrestres, que, pela lógica da evolução e por sua incrível semelhança conosco, teriam a mesma composição dual.

Os autores dos textos da capa da edição da Revista Ufo “Uma Ponte entre Ufologia e Espiritismo?“, o conselheiro especial Fernando Ramalho e o consultor Paulo Poian, acreditam que esta convivência, que prescindiria de condições físicas, se daria em múltiplos níveis.
Ramalho, por exemplo, crê que parte dos fenômenos que o Espiritismo estuda e defende seja causada por alienígenas.