"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

08 fevereiro 2012

A Beleza e o Tempo


Para cada um de vós, o tempo passará.

E com os anos, virão as rugas; brancos ficarão os vossos cabelos e o vosso corpo já não terá a mesma elasticidade; nem responderá com a mesma presteza aos vossos comandos.

Aceitai esta verdade. E tende consciência de que a beleza física é efêmera e a sua melhor moldura é a aura da juventude, que a cada dia mais um pouco se afasta de vós.

Entretanto, a fruta mais saborosa não é a mais verde, e sim aquela que o tempo fez amadurecer. Como o vinho não atinge o seu melhor espírito, senão após o envelhecimento.

Assim acontece ao homem sensato, que não se limita a caminhar, mas desfruta de cada momento da jornada. Este aprende a cada derrota, e recupera as forças em cada vitória.

Este saberá envelhecer. E o passar dos anos não lhe trará a angústia da velhice, mas a serenidade do amadurecimento. E a sua beleza não estará na sua pele, nem no seu rosto.

Brilhará, todavia, nos seus olhos. E emanará das suas palavras e das suas atitudes, porque nascerá do seu verdadeiro Eu. Esta é a beleza que o tempo não vos consegue roubar.

Cultivai, portanto, a vossa beleza interior. Assim como vos dedicais aos cuidados com o corpo, zelai por vossa alma; pois, em verdade, é ela que determina a vossa idade.

Mais jovem é o velho que acredita no futuro, do que o rapaz que já perdeu as esperanças; mais viva está a idosa que se encanta com o amanhecer, do que a moça que se perde na noite.

Inútil não é o homem que caminha sobre pernas cansadas, mas aquele que renunciou aos seus sonhos e deixou-se ficar assentado à beira da estrada por onde passam os seus irmãos.

O tempo, eu vos asseguro, mais vos traz do que vos leva. Porque é mais importante saber posicionar as velas, para aproveitar o vento, do que dispor da força para os remos.

E não é sábio o jovem nadador que se atira ao rio caudaloso e nele desaparece, enquanto o homem experiente constrói uma ponte e em segurança cruza as suas águas.

Para cada um de vós, o tempo passará. E não é o ladrão impiedoso, que vos rouba a juventude, mas o amigo compassivo que vos conduz à maturidade e ao conhecimento.

Ao vosso verdadeiro Eu.



Fonte: http://ohassan.blogspot.com/2011/09/beleza-e-o-tempo.html