"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

27 abril 2012

Família é prato difícil de preparar


São muitos ingredientes.

Reunir todos é um problema.

Pouco importa a qualidade da panela, reunir uma família exige coragem, devoção e paciência.

Equilíbrio mental.

Às vezes, dá até vontade de desistir.

O pior é que ainda tem gente que acredita na receita da família perfeita.

Família é afinidade, é à Moda da Casa. E cada casa gosta de preparar a família do seu jeito.

Há famílias doces, outras meio amargas, porque não dizer, azedas, outras apimentadíssimas, mal chegam e a briga começa...

Há também as que são insossas, tipo de Família Dieta, que você suporta só para manter a linha.

Há também a família do faz de conta, do rei na barriga, gastam o que não tem para impressionar os outros e aí passam o ano todo devendo.

Tem a família feliz, que tem o necessário para viver e são felizes assim mesmo, porque o que importa é estarem juntos, importam-se sim com afeto entre eles. Difícil, mas existe!

Em algumas tem sempre o tio chato que bebe e acha que não está perturbando, fica inconveniente, fede a bebida e conta a mesma piada dez vezes, fala coisas que ferem aos outros.

Tem a família preguiçosa, que vem, come, suja e vai embora e não ajuda em nada, nem nas despesas.

Vc tá rindo né? Já passou por isso! Ou fez isso! rs.

Tem a família de loucos, doidos e divertidos, topam de tudo e qualquer coisa é motivo para trazer felicidade às pessoas presentes, que maravilha!

Seja como for, família é prato que deve ser servido sempre quente, quentíssimo. Uma família fria é insuportável, impossível de se engolir.

E família é prato extremamente sensível.

Tudo tem de ser muito bem pesado, muito bem medido: é preciso ter boa mão, ser profissional, principalmente na hora que se decide meter a colher. Saber meter a colher é verdadeira arte.

Enfim, receita de família não se copia, se inventa. A gente vai aprendendo, improvisando e transmitindo o que sabe no dia a dia.

Por mais sem graça, por pior que seja o paladar, família é prato que você tem que experimentar e comer.

Não ligue para etiquetas:
1. Passe o pão naquele molhinho que ficou na porcelana, na louça, no alumínio ou no barro. Pode lamber a panela da sobremesa ou passar o dedo e pôr na boca! Hummm.
2. Pegar o frango com a mão e se deliciar.
3. Roube a azeitona ou a cereja da mesa... e coma escondidinho!
4. Volte a ser criança e deixe as crianças brincarem à vontade, desde que os pais arrumem a bagunça depois - só não as deixem ser malcriadas, eduque-as!!!

Então o que é FAMÍLIA?

Família é experimentar o cafezinho fresquinho com todos em volta da mesa e pôr os assuntos em dia. Tirar muitas fotos, para relembrar depois... Família emociona e a gente chora mesmo. De alegria, de raiva, de saudade.

Família é prato que, quando se acaba, nunca mais se repete.

Aproveite sua família enquanto os avós e pais estão vivos, se voce for pai, dê atenção aos filhos, uma hora eles crescem e vão embora! Se puder saborear, saboreie - se não puder, não se torture.

E se os seus pais já não estão aqui, se os filhos também já foram embora, seja feliz!

Nós nascemos sozinhos e morremos sozinhos, se curta, se ame.

Aproveite com os amigos, só vive sozinho quem... realmente quer!!!

Porque quem tem um pouco de amor para dar, nunca ficará sozinho.

Nunca se entristeça por alguém que já partiu, faça sua oração.

A tristeza só traz doenças, pense coisas positivas, seja alegre, mas lembre-se de cuidar de você, seja feliz e aproveite o tempo que Deus está lhe concedendo aqui, agradeça por sua vida, seja grato ao Pai e as bênçãos virão com certeza!

Aproveite a sua família ao máximo.

Se não tiver família, aproveite-se, seja feliz, se faça feliz...


(trecho do livro “O Arroz de Palma”, de Francisco Azevedo, Ed. Record )