"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

14 agosto 2012

O e-mail do meu mentor



                                                         
Laurinha estava fazendo pesquisas no computador para sua aula de educação espírita, do Centro. Percebeu que existe uma infinidade de sites com muita informação sobre o que precisava. No entanto, começou a pensar em outras facilidades.

"A tecnologia está tão avançada agora. Bem que a gente podia ter mais facilidade para saber melhor das coisas. Mesmo com tanta informação, não conseguimos saber o que podemos fazer amanhã para melhorar o mundo."

Foi quando se dirigiu até a sala, refletindo:

– Pai, eu estava pensando... Seria tão legal se o plano espiritual fosse informatizado, não é?

O pai de Laurinha, que estava assistindo ao jornal, virou-se para a filha e disse:

– Como é? De onde você tirou essa idéia?

– Eu estava pesquisando umas coisas para minha aula na internet, mas seria bem mais legal perguntar tudo direto ao meu mentor. Se ele tivesse e-mail seria bem mais fácil. Será que lá não tem tecnologia?

– Ai, minha filha, a tecnologia de lá deve ser bem mais avançada.

– Se é mais avançada, eles devem ter e-mail.

– Não, filha, não foi isso que eu quis dizer – e foi logo interrompido.

– Como será que eu faço para descobrir o e-mail do meu mentor? Porque eu acho bem mais fácil escrever para ele do que ficar esperando a intuição. Acho que meu mentor não gosta muito disso. Eu não consigo me conectar com ele !

– Laurinha – falou seu pai sério – o plano espiritual tem mais o que fazer do que ficar se preocupando em como vai falar com você. Uma coisa é certa: a intuição é uma forma muito mais complexa de comunicação do que qualquer comunicação aqui na Terra.

– Olha, pai, pode até ser, mas pra mim é bem mais fácil pelo computador. Acho melhor a gente fazer uma campanha nos centros espíritas assim: "Comunique-se com seu mentor através do computador. Mande seu e-mail pra ele!" Já que eles estão sempre ligados a nós, a resposta é instantânea. Eu gostei da idéia!

– Filha, as coisas não são assim.

Laurinha começou a resmungar e fazer planos para a campanha. 

Então seu pai resolveu e a inquiriu:

– Por acaso, você já perguntou para os mentores se eles querem ter um e-mail?

– Não!

– Então, filha, quando somente uma parte quer, as coisas não acontecem, para dar certo os dois têm que querer.

– Tá bom!

Inconformada, a menina foi para o quarto, olhou para o computador e mentalizou o diálogo:

"Meu mentor, já que você está sempre perto de mim e está me ouvindo, que tal nos comunicarmos pelo e-mail?
Bem, na verdade, já que tudo aí é mais sofisticado, bem que você poderia fazer um site ‘MENTOR DA LAURINHA’, com uma senha só minha, podia também fazer um MSN. 
Assim a gente pode bater um papo nas suas horas vagas e já que você é o MEU mentor e é chique, bem que podia fazer um Orkut, colocar umas fotos da sua casa, pra eu saber melhor como é tudo isso aí.
Fala aí que você não gostou da idéia?"

(Tatiana Benites)



*  *  *