"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

15 novembro 2012

Dica de vídeo: "As cores do lixo", de Marcos Galinari



Um dia em um pequeno galpão de reciclagem. Todos os restos e as sobras. Aquilo que ninguém quer.

“As Cores do Lixo” mostra a sustentabilidade na prática.

Curta metragem de 26 minutos do diretor e roteirista Marcos Galinari, que retrata um dia de trabalho num pequeno galpão de reciclagem de São Caetano do Sul, localizada na região do ABC paulista.

“Uma de nossas propostas é investir em pessoas comuns e suas histórias cotidianas.
Procurávamos um tema quando notamos que a movimentação de carrinheiros aqui no entorno da produtora (a Blá Filmes) era intensa e permanente.
Até então invisíveis aos nossos olhos, apenas mais um detalhe da paisagem urbana, eles não estavam de passagem: vinham e iam para algum lugar com um destino, um objetivo. 
Uma breve investigação nos levou ao galpão, ao contato com os proprietários, com todos os envolvidos no processo. Pronto, tínhamos a nossa história”, resume o diretor.

As imagens de “As Cores do Lixo” foram gravadas em dois momentos, a primeira em 2009 e a segunda em 2011. 

Por que um intervalo tão grande? “Porque queríamos interferir o mínimo possível na rotina de trabalho do galpão e porque queríamos saber o que tinha mudado na vida daquelas pessoas entre um momento e outro”, responde Galinari, indicando que esta história ainda não terminou. Poderá, portanto, gerar filhotes.

Vale a pena conferir!






*  *  *