"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

08 novembro 2012

Mérito



Boa noite.

Depois que cumpri as metas de trabalho que me foram confiadas, recebi permissão para visitar a Terra pela primeira vez desde minha desencarnação.

Fui designado a acompanhar uma caravana de socorro, onde teria alguns dias para ficar em minha antiga morada terrestre.

À hora determinada, juntei-me ao grupo de benfeitores e seguimos, deixando a cidade espiritual.

Caminhamos alguns passos fora dos limites da cidade e volitamos, eu pela primeira vez, amparado pelo grupo.

Incrível a sensação de se movimentar em velocidade tão alta quanto a luz, e sentir claramente a passagem das diversas camadas espirituais até chegar a crosta terrestre, incluindo o umbral. Este, mesmo que por uma fração de segundo, me fez relembrar a dor dos anos que vivi perdido ali, por causa da minha própria ignorância.

Ao chegar em cassa deparei com as crianças já crescidas, e com os demais com o rosto mais marcado pelo tempo.

Pude então finalmente entender que a vida não cessa, que estamos interligados a quem amamos verdadeiramente e que a morte física não rompe estes laços.

Estive ali, diante de minha família e pude, graças a Deus, despertar boas lembranças e espalhar bons fluídos a todos com minha presença.

Passei por aqui agora para dar este testemunho e dizer que estou extremamente feliz.

Agradeço aos benfeitores que operam a partir desta casa pela bendita oportunidade de acompanha-los nesta jornada de auxílio.


Ari.


(Psicografado por: Cleber P. Campos)




* * *