"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

09 janeiro 2013

Seja o que Deus quiser



“Seja o que Deus quiser.”


Quantas vezes usamos esta expressão para demonstrar nossa absoluta fé e confiança em Deus.

No entanto, é preciso reconhecer que, para muita gente, ela não passa de um hábito, pois é dita mecanicamente quando alguém se vê impossibilitado de mudar o rumo das coisas ao seu modo e gosto pessoal.

É bom que tenhamos consciência do peso desta expressão tão desgastada pelo mau uso e pelo abuso.

“Seja o que Deus quiser” deve representar um sentimento de entrega ao Criador e provedor de todas as coisas, porque reconhecemos nossas limitações e imperfeições, na certeza de que o Pai dará o melhor encaminhamento àquilo que não podemos executar a contento.

É sentimento de confiança consciente na divindade, e não uma espécie de senha ou expressão para encerramento de conversa.



(in “Dia a Dia - Conceitos para viver melhor” , de Paulo R. Santos)


* * *