"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

27 março 2013

O momento adequado para encarnar



Um espírito, mesmo estando preparado, tem que esperar o momento adequado para encarnar e cumprir sua missão. Ou pode esperar o tempo adequado para ajudar um povo ou um país.

( Trecho do livro “Nascer Várias Vezes” – Regis Mesquita)



*  *  *

Quando se observa o nascimento de uma criança nada indica que houve um grande planejamento no plano espiritual para ela estar junto àquela família, naquele momento e com aquele corpo.

Na concepção puramente materialista, o bebê é o resultado do encontro de um óvulo e um espermatozoide. Depois da concepção, a genética faz a sua parte. Isto é verdade! Mas, não é a verdade completa.

Através dos conhecimentos acumulados em centenas de milhares de regressões terapêuticas a encarnações passadas, podemos compartilhar algumas informações importantes:


- existe planejamento de vida antes de nascer. 
Este planejamento geralmente não chega a grandes detalhes (tipo assim: no dia tal, em tal lugar você vai conhecer fulano de tal). 
A maior parte dos planejamentos diz respeito a oportunidades de desenvolvimento de qualidades e habilidades. Algumas vezes este planejamento envolve mais de um espírito. Um espírito pode nascer primeiro para ser pai do outro, por exemplo.

- o livre arbítrio é a regra mais sagrada da natureza. 
Assim sendo, o que é planejado no plano espiritual pode não acontecer. Suponhamos que alguém nasce primeiro para ser pai de outro espírito e, uma vez encarnado, resolve não ter filhos. 
Ele é livre para tomar tal decisão; o planejamento do espírito que ainda não encarnou terá que ser mudado.

- toda missão de vida e todo o planejamento feito no plano espiritual depende da cooperação de quem encarnou. 
No nosso nível evolutivo todas as experiências são bem vindas (mesmo aquelas que mudam o rumo de uma vida), pois há muito a expiar e há muito a aprender. 
Nada se perde, se houver aprendizado. 
A vida de um pai pode ser abreviada por causa de violência. Esta experiência poderá ser útil para o espírito que volta ao mundo espiritual, como para quem fica na Terra.

- por causa desta característica plástica e adaptativa do planejamento de vida é que Deus organizou a concepção como uma “corrida entre milhões de espermatozóides”. 
Simplesmente, porque não é tão significativa a carga genética para a evolução do espírito. (lembre sempre que o espírito que você é já viveu dezenas de milhares de anos, e viverá muito mais – uma característica genética propiciará algumas oportunidades em uma encarnação, mas não será determinante na vida do espírito).

- provavelmente esta “corrida” possui algumas “cartas marcadas”. O campo vibracional do espírito pode ter alguma influência sobre os “competidores espermatozóides”. Isto é uma hipótese e depende de mais estudos e mais conhecimento para podermos afirmar com mais convicção.

- existe outro filtro no desenvolvimento do feto, que vai além da genética, alimentação e condições de vida da mãe. 
O pesquisador Hernani G. Andrade deu o nome de modelo organizador biológico (MOB). 
É simples entender. Em alguns estudos com lembranças espontâneas de vidas passadas, percebeu-se marcas no corpo atual que remetiam a situações vividas em outras encarnações. 
Por exemplo, uma pessoa que morria com uma lança cravada no abdômen renascia com uma mancha nesta região. 
A explicação é a seguinte: existe o perispírito, que já está formado antes do encontro do óvulo com o espermatozoide. 
O perispírito influencia a formação do corpo, servindo como um molde vibracional.


Portanto, as principais influências para a formação do corpo são: perispírito (MOB), genética, alimentação, vivências intra-uterina.

Deve-se incluir o “tempo certo” entre as principais influências para a formação da vida que o espírito terá. 

O tempo certo, assim como a família certa, será um dos filtros mais importantes para a vida planejada. 

Suponhamos uma criança que nasce em um momento de crise econômica e desemprego dos pais. Estes desafios irão influenciar profundamente a formação da personalidade da criança. 

Alguns anos depois nasce um irmão; os pais estão empregados e a vida corre mais tranquila. Esta nova condição gerará outro tipo de influência na personalidade – mudando as condições internas da criança para enfrentar os desafios futuros.

Concluindo: se ensinamos as crianças a organizarem e planejarem suas vidas, não devemos estranhar que espíritos de luz nos ensinem a mesma coisa. 

Faz parte da evolução a organização e o planejamento. 

A vida é planejada no plano espiritual. As missões de vida são preparadas cuidadosamente para facilitar e estimular a evolução do espírito. 

O cuidado nesta preparação deve ser grande porque as condições de vida do ser humano pode variar segundo suas escolhas pessoais e a interação social que tiver. 

Em outras palavras: não importa o caminho da vida, as missões devem ser cumpridas sempre que possível.

No livro "Nascer Várias Vezes" você encontrará explicações mais detalhadas sobre este tema.



(Autor: Regis Mesquita)



Blog Nascer Várias Vezes -  http://www.nascervariasvezes.com/

*  *  *