"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

02 abril 2013

Planejamento Reencarnatório



Sorte, azar, destino ou planejamento reencarnatório?

Fundamento:
Nosso reencarne (nascimento) não é uma acaso, uma vez que o encontro entre dois seres masculino e feminino também obedece a um projeto firmado entre ambos, antes do retorno ao palco terreno.

Cada detalhe do novo corpo, as predisposições a doenças, má formação de órgãos e membros, característica psicológica, peso, altura, cor de pele e todo o conjunto de informações presentes nele é o resultado das experimentações realizadas até então pelo espírito que irá habitá-lo em nova etapa de experimentações no plano terreno.

É o produto de toda a existência do ser até então.

Neste conjunto de informações devemos considerar também a presença de inimigos que adquirimos ao longo de encarnações anteriores onde fizemos mau uso do livre arbítrio.

Tudo o que emitimos nos retorna na mesma intensidade e qualidade ao longo das vidas.

Quando atingimos um semelhante, seja moral ou fisicamente, criamos um inimigo que estará ligado a nossa existência pela vingança e pelo ódio, sendo que esta ligação cármica por culpa e resgate somente terá fim quando a parte atingida der-se por satisfeita, seja pela execução da vingança, seja pela sua evolução moral que lhe permitirá perceber que a maior vingança é atuar no consciência do algoz lhe oferecendo sempre o perdão, porque a Lei de ação e reação que rege o universo se encarregará de retornar ao emissor a mesma energia que emitiu a quem quer que seja.

Com base nesse resgate, também é possível notar que os momentos propícios à morte violenta e perigos eminentes também sofrem o efeito do planejamento reencarnatório.

Ou seja, o espírito ao voltar a vida física, tem noção dos momentos em que estará mais propício ao desencarne e acidentes, tanto que podemos notar que em toda tragédia há sempre um sentimento que a antecede, de que algo está por acontecer, mais conhecido como "aviso".


Em que se baseia o planejamento reencarnatório?

Conforme ensinamentos da espiritualidade cada ser possui no cosmos o registro de toda a sua existência como uma energia única, um ser individual com vida própria que governa a si mesmo, sofrendo apenas o efeito das leis de causa e efeito, ação e reação, carmas e merecimentos.

Cada ato ou pensamento, cada emissão de energia é registrado neste Banco de informação pessoal.

De volta ao mundo espiritual após a morte do corpo, somos cobrados por nossa própria consciência e esta cobrança será maior ou menor de acordo com nossa evolução, porque a consciência vive dentro dos preceitos das leis citadas acima.

O planejamento Reencarnatório tem como objetivo estabelecer metas e condutas que propiciem da melhor forma possível a reparação das faltas cometidas, da transformação da vingança e do ódio em perdão e do melhoramento geral do individuo como ser eterno que é.

Este processo todo de melhoramento é necessário para que, somente seres perfeitos possam habitar dimensões perfeitas.

Infelizmente esse planejamento tem como limitador o maior ou menor merecimento do reencarnante, que é definido a partir das informações do seu registro pessoal, o que fecha o circulo das evoluções.

Um suicida, por exemplo, levará consigo o registro do atentado ao seu próprio corpo, esse registro atua de forma acentuada na formação do novo corpo que habitará em reencarne futuro.

Portanto, uma má formação física, uma melhor ou pior condição intelectual não é um acaso nem tão pouco um castigo de Deus por culpa das maldades que cometemos, é apenas o retorno do nosso próprio ato, reflexo da culpa que mantemos em nosso consciente.

Um governante que faz uso do poder terreno para seu próprio beneficio, em detrimento de toda uma nação, humilhando a todos que lhe opõem de alguma forma, levará consigo culpa de igual teor, no registro de sua existência constará cada pormenor e mesmo um ínfimo pensamento bom ou mau terá o seu registro eterno.

A medida que ele atravesse os milênios sem fim, quanto maior for a sua evolução moral e espiritual, maior será o peso em sua consciência daqueles tempos idos.

Esse peso se tornará tão imenso que somente um retorno em missão de reparação poderá por fim a esse erro do pretérito.

É quando notamos seres de grande bondade e compreensão, em uma vida que percebemos ser inteiramente de renúncia, resignação esperança.

Por outro lado, seu mau uso do livre arbítrio na posição de governante poderá ser tão negativo que adentrará o mundo espiritual em grande revolta e apego de toda ordem que, somente um reencarne urgente poderá dar seguimento a sua melhora.

É quando vemos seres com distúrbios de comportamento, capaz de qualquer ato que lhes possa garantir maior proveito material.

Uma pessoa comum extremamente egoísta que leve a sua vida em função de levar vantagem em tudo, enganando e tirando proveito sempre que possível, um trabalhador que possua um cargo de chefia e não faz o uso correto e digno da sua função... todo ser, em toda posição profissional ou familiar, grava no filme da sua vida todos os seus atos e pensamentos por menores, melhores ou piores que sejam.


Com esses preceitos simples e ao mesmo tempo eficientes dentro da lei do retorno, da ação e reação, o criador regula a vida em todo o universo de forma justa e correta.

Não existe a vantagem, não existe o esperto e as diferenças sociais não são apenas um defeito da moral terrena, mas também, um reflexo de culpas e resgates de abusos pretéritos.

Todo abuso recebe no seu devido tempo a cobrança de igual teor da mesma forma que todo ato de amor retorna ao seu emissor.

Com base nestes preceitos temos as respostas para muitos de nossos sofrimentos atuais e notamos o quão importante é o cuidado com cada ato a todo momento.

Quando ocorremos no menor descuido, emitimos uma carga de energia às pessoas e objetos que estão ao nosso alcance, esta energia fica no espaço trabalhando como centro de atração de energias da mesma qualidade e desencadeiam quase sempre um circulo vicioso de negatividade que nos leva ao sofrimento.

Quando surgir a oportunidade de "levar vantagem" pense no filme da tua vida e no carma que estará adquirindo.

Quando depender do suor do teu rosto em uma fase mais difícil da tua vida profissional, agradeça sempre a Deus, porque estará saldando dívidas, ou estará adicionando merecimentos que te levarão no futuro a uma existência melhor.

O oposto disso é sempre sinal de sofrimento a caminho.

O planeta Terra e toda a humanidade que nele habita, não foram criados para o sofrimento.

Se existe a dor, é por culpa de pequenas e grandes maldades que nos impedem de viver aqui de forma harmoniosa e feliz, ou transcender a mundos onde essa realidade já existe a milênios.

Se você decide mudar a sua existência a partir daqui no sentido do bem e do perdão, mesmo que se sinta o único "maluco" a fazê-lo sem que ninguém valorize isso e te retorne sempre a ingratidão, não importa, lembre-se que o registro da tua vida é único e o registro do outro não influi sobre o seu, pois o universo considera no teu julgamento, apenas o que é criação tua, porque Deus lê sempre o seu coração e não erra nunca.


(**Lando**,  São Paulo – SP)




*  *  *