"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

09 outubro 2013

Saiba o que o bom exemplo pode fazer pelo seu espírito e pela sua família


João descobriu que estava com câncer.
Teria que se submeter a um tratamento doloroso.
Sua esposa preparou os filhos pequenos para as dificuldades.
Família é um espaço aonde sempre se deve falar a verdade.

João tinha dois irmãos e dois cunhados.
Eles decidiram que cuidariam de João no dia das sessões de quimioterapia e nos dias seguintes.
E assim foi! Cuidavam dele dia e noite a cada sessão de quimioterapia, e nos três dias seguintes.

Todos revezavam para que cada um pudesse descansar e perder menos dias de serviço.
João curou-se. A vida voltou ao normal.
Todavia, naquela família o normal foi moldado pelo bom exemplo dos irmãos e cunhados.
Quando os filhos do João discutiam, logo se lembravam da solidariedade e da amizade.
Naquela família a solidariedade não era um ideal, era uma realidade.

Décadas depois, os netos de João tinham bons pais.
Eram pais cujas personalidades foram moldadas por exemplos de solidariedade e de servir.
Os netos sabiam desta fase da vida dos pais e avós.
Os bons exemplos não podem morrer.
É por isto que todos os pais devem contar as histórias da sua família.
O que é bom e positivo é para ser falado.
O que é nobre é para ser entendido e praticado.

Na doença, João teve uma postura nobre: permitiu que os parentes cuidassem dele.
É muito importante saber dar e saber receber.
Os laços se fortaleceram, graças à ajuda dos familiares.
A amizade tornou-se maior.
Aumentou o carinho, o gostar e o bem estar.
Quando as pessoas optam por cultivar o que é nobre, a satisfação com a vida aumenta.

O sofrimento não é o caminho mais eficiente para a transformação humana
Os desafios de quem evolui são vários e nem sempre são fáceis

Todas as situações da vida são oportunidades de aprendizado.
A pessoa deve observar a situação e se perguntar: como posso ser útil?
Como posso colaborar para que o respeito, a amizade e o equilíbrio possam aumentar?
Cada atitude escolhida terá seus desafios.
A pessoa que quer fazer o bem deve aprender a superar desafios.
A decisão por persistir em um bom caminho exigirá esforços.
A reencarnação é o momento do esforço.
É o momento de ter interesse em aprender e enfrentar desafios.
Quem aprende simplifica a vida e vive um pouco melhor.
Quem cultiva o que é nobre amplifica sua energia.

João adoeceu e sua doença ajudou a família a se unir.
Todos se envolveram na ajuda e na cooperação; todos ganharam em boa vontade, determinação e na capacidade de enfrentar desafios.
Este foi o ganho do espírito de cada um deles.
Quando houve o desencarne, cada um deles estava melhor.
Lições foram aprendidas, facilidades foram conquistadas.
Ao perceberem o quanto evoluíram, todos se alegraram.

Um espírito de luz comunicou em voz alta:

A família é um espaço complexo, pois um fere o outro por causa das suas imaturidades.
Por isto, o amor é tão importante. O amor une o que a imaturidade poderia desunir.
As desavenças, discórdias e discordâncias vão sendo guardadas na mente de cada um e podem selar uma vida de distanciamento.
A união faz o oposto: o servir e o amparo são como detergente que aos poucos limpam o coração e a mente das pessoas.
Todo trauma, toda desavença e discórdia vão sendo “destruídos” à medida que o serviço e o apoio mútuo vão enchendo o coração das pessoas.
Toda família poderia passar por este processo de limpeza psíquica e espiritual.
Mas, nem sempre é esta a escolha que é feita.”

O bom exemplo dura no tempo.
O bom exemplo ajuda a gerar novos aprendizados.
O bom exemplo ajuda a desenvolver novas qualidades e habilidades.
O bom exemplo serve como um “detergente” que destrói mágoas, rancores e muitas outras negatividades que enche a vida das pessoas.

Tudo isto está à disposição das pessoas, se elas aproveitarem as oportunidades.

(Regis Mesquita)




*  *  *