"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

29 abril 2014

Definição de filho


Filho é um ser que nos foi emprestado para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. 

Isso mesmo! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é expor-se a todo o tipo de dor, principalmente o da incerteza de agir corretamente e do medo de perder algo tão amado. 

Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo.



(José de Sousa Saramago)


*  *  *



Dica de livro: "O Encontro dos Oito", de Antonio Lúcio / pelo espírito de Luciano Messias


Oito Espíritos que, quando encarnados, em particulares momentos de extremo desespero, perdem o controle de suas emoções, atentando contra a própria existência, sem acreditarem na continuidade da vida e nas consequências de tal ato.

E no plano espiritual, como consequência inevitável, longo tempo de sofrimento e revolta, até que o arrependimento puro e sincero leva-os a um resgate por socorristas do Hospital Maria de Nazaré. 

Após árduo período de recuperação, um proveitoso encontro e a esperança de novas oportunidades.

Editora IDE.


*  *  *





* * *



Olhar para trás após uma longa caminhada pode fazer perder a noção da distância que percorremos, mas se nos detivermos em nossa imagem, quando a iniciamos e ao término, certamente nos lembraremos o quanto nos custou chegar até o ponto final, e hoje temos a impressão de que tudo começou ontem.
Não somos os mesmos, mas sabemos mais uns dos outros. 
E é por esse motivo que dizer adeus se torna complicado! 
Digamos então que nada se perderá. 
Pelo menos dentro da gente...

(João Guimarães Rosa)



* * *

Eres tú - Mocedades



Um antigo sucesso dos anos 70, que toca nosso coração...

*  *  *

Macaco?! Uma banana! Não somos macacos, não!



Macaco, uma banana!!!

Daniel Alves é um excelente jogador desse tempo. O Barcelona é um grande time de futebol, e o seria em vários tempos.

O preconceito sempre existiu, enquanto o racismo, do ponto de vista histórico, é mais recente.

Nesse tempo atual, Daniel, preconceito, racismo, futebol e Barcelona se encontraram.

E não foi a primeira vez.

A atitude do jogador brasileiro , ao comer uma banana que lhe havia sido atirada com objetivos ofensivos foi pensadamente espontânea.

Uma resposta dada em segundos para uma agressão que dura séculos.

Agressão essa, que se manifesta em objetos atirados contra pessoas, em abordagens policiais injustas e com desfechos dos mais diversos, em esforços para manter pessoas em subempregos, sem escolas, sem saúde, sem teto, sem terra, sem cidadania; mas que se manifesta, mas comumente, em forma de impropérios, xingamentos racistas feitos de uma distância segura, mas que cumprem sua função de diminuir quem já está oprimido por um esquema racialista planejado.

Proeminentes colegas de profissão de Daniel, jornalistas, apresentadores de programas, políticos entre outros, alguns bem intencionados, outros não, se apressaram em lançar a campanha: “somos todos macacos”.

Essa é uma campanha a qual eu não poderia aderir por vários motivos, mas o simples deles é: Não sou macaco. Sou uma pessoa.

Um torcedor fascista, frustrado e criminoso do outro lado do mundo não tem condições de me convencer do contrário.

Preconceito e racismo se combatem com Políticas de inclusão, leis punitivas realmente duras e de fácil aplicação, e com muita educação, em todos os aspectos que esse conceito tem. Campanhas tontas e algo cínicas só atrapalham o combate a esse complicado problema humano.

Não sei de quem partiu essa ideia idiota, de animalizar a todos baseada em atos de psicopatas em estádios de futebol (o que tem muito, hoje em dia). Mas o fato é que ela servirá aos mais diversos interesses, nenhum deles bom.

Vejo pessoas que têm empresas e/ou programas de televisão que poderiam empregar ao menos um negro em um cargo importante aderirem à campanha. Vejo jornalistas que combatem duramente o programa de cotas ou qualquer ação afirmativa aderirem também.

E por quê? Tirando os companheiros de profissão de Alves, cuja única perspectiva que eu alimento em relação a eles é uma boa atuação na Copa, e foram orientados por uma agência de propaganda que disse que a melhor forma de se combater preconceito é acabar com a palavra, seja lá o que isso signifique, quem são os demais?

Nunca havia visto a prontidão de certos setores em apoiar uma ação antirracista sem contemporizar ou pedir calma aos ditos “radicais”.

Mas eu sei, sim, o porquê. Ouvi um cantor sertanejo dizer, enquanto comia bananas em apoio à causa, que essas ações, tanto a do jogador quanto a campanha, eram perfeitas porque seguiam os preceitos de Ghandi, de apanhar sem reagir.

A apresentadora concordou com um discurso vazio enquanto um humorista, também comendo dessa fruta, fazia sinal de aprovação.

A plateia aplaudia, enquanto recebia unidades do mesmo alimento.

Ao longo do dia, todo tipo de pessoas, insisto, todo tipo, se apresentava para a batalha contra o mal com a única arma exigida: uma foto postada em redes sociais comendo banana. Não, não somos macacos. Pensamos e raciocinamos.

A elite nacional e os pobres de espírito querem nos convencer de que somos todos iguais, todos “macacos” , que somos um povo unido e a questão do racismo se resume em falta de cortesia de torcedores em terras estrangeiras.

Basta portanto, ignorar ou devolver a ofensa, de preferência, de forma bem humorada.

Não, não somos macacos. Somos inteligentes.

Sabemos quais as causas, históricas e atuais que fizeram com que uma das únicas maneiras de ascensão do negro fosse através do futebol.

Se dependesse da turma dessa campanha, nem essa o seria. Porque foram e são contra todas as políticas que visem diminuir a desigualdade racial nesse país. Mas sejamos justos, também são contra diminuir a desigualdade social, de gênero, regional, ou qualquer fator que emancipe pobres, principalmente se esses forem negros.

Não, não somos macacos. Temos bom senso.

Sabemos que muitos que aderiram o fizeram de boa fé. Mas sabemos que as estrelas que aparecem nesse momento não têm em seus corpos de assessoria nenhum negro. Pesquisem.

O único nordestino em que votaram foi Fernando Collor. Pesquisem.

Acham que não são racistas porque têm motoristas e seguranças negros. Perguntem a eles, se puderem. Eles mesmo dirão isso.

Não, não somos macacos. Gente é o que somos.

Nenhum racista vai nos convencer do contrário.



Elias Candido*



*professor, militante da Igualdade Racial e presidente do Diretório Zonal do PT em V. Matilde.





* * *



27 abril 2014


Não lemos e escrevemos poesia porque é moda. 
Lemos e escrevemos poesia porque fazemos parte da raça humana. E a raça humana está impregnada de paixão.
Medicina, Direito, Administração, Engenharia, são atividades nobres, necessárias à vida. 
Mas a poesia, a beleza, o romance, o amor, são as coisas pelas quais vale a pena viver.

(filme Sociedade dos Poetas Mortos)



*  *  *

26 abril 2014

Dica de vídeo: La Luna




A Pixar sempre nos presenteou com coisas especiais...


* * *

Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. 
Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente. 
Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil.

(Clarice Lispector)



* * *

Amor não resiste a tudo, não. 
Amor é jardim. 
Amor enche de erva daninha. 
Amizade também, todas as formas de amor.

(Caio Fernando Abreu)



* * *

Estátua da Liberdade - Filadélfia


25 abril 2014

Conselhos ao filho que eu não tive



Bem, por algum motivo, você não nasceu.

Passamos a vida toda fugindo um do outro (acho que ambos tivemos nossos motivos), e quando você finalmente criou coragem para vir, perdeu-a antes de nascer. 

Acho que pensou melhor.

Mas muitas vezes eu me pego perguntando a mim mesma: "Se você tivesse um filho, que conselhos lhe daria?"

Talvez, se eu tivesse um filho, eu jamais diria estas coisas a ele... mas como não tive nenhum, dou a mim mesma o direito de dizê-las. 

Afinal, "Pimenta nos olhos dos outros, é refresco", como alguém bem disse. 

Mas se eu tivesse um filho, eu diria a ele:


Pais não são heróis, como muitas vezes queremos que eles sejam.
Pais erram mais do que acertam, muitas vezes, e podem dar conselhos demasiadamente cretinos que eles próprios jamais seguiram, como por exemplo: 
"Ofereça a outra face." 
"Nunca arrume confusão." 
"Sempre obedeça aos mais velhos." 
"Jamais responda a uma afronta."
"Durma cedo e acorde cedo."
Estes são apenas alguns deles.
Mesmo assim, em certas ocasiões, estes conselhos são válidos. Cabe a você usar seu bom senso e descobrir quando.

*

O mundo não gosta de quem diz sempre a verdade.
Não importa o quanto os pais digam isso, eles estão mentindo ... você descobrirá, à duras penas, que as pessoas falam uma coisa e fazem outra.
Elas vivem pregando que admiram as pessoas que tem coragem de ser elas mesmas, mas na prática, não é bem assim, e os pais sempre aconselham os filhos a ficarem bem longe destas influências perniciosas.
Estas pessoas são aquelas que 'estão sempre arrumando confusão.' São os contestadores. Gente perigosa... mesmo assim, diga sempre a verdade.
Jamais se afaste de si mesmo através da mentira.
Pode ser que você não faça muitos amigos agindo assim, mas os que fizer, serão verdadeiros.

*

Selecione bem os seus amigos.
Não se importe com quantos amigos você tem, mas se você tiver apenas um que for verdadeiro, já será o bastante.
E jamais confunda 'amigo' com 'companheiro de farra!' Estes últimos são apenas divertidos, servem de companhia para sair e aprontar todas, mas não são confiáveis.
Leve sempre seu próprio dinheiro para o táxi, mantenha seu telefone sempre abastecido, e, acima de tudo, não beba do copo deles.
E cuidado com os interesseiros de plantão!

*

Use sempre o seu bom senso, e não acredite em tudo o que alguém lhe disser.
Pense bem, analise, raciocine. Tire suas próprias conclusões, e nunca vá com a maioria das opiniões - elas geralmente estão erradas.

*

Ajude em casa, não se contente em ser um inútil.
Nada do que se aprende é demais, e será sempre uma boa ideia aprender coisas que hoje em dia são consideradas desnecessárias, como fazer bainha em uma calça, cozinhar (nem que seja apenas macarrão com salsicha), trocar lâmpadas, lavar uma roupinha, fazer uma cama, varrer uma casa, desinfetar um ferimento, ler mapas e sistemas GPS.

*

Não compre uma motocicleta. Já vi pessoas que tiveram suas vidas destruídas por causa delas. Espere até que você esteja mais maduro, e compre um carro.

*

Não use drogas. 
Não fume. 
Não tenha necessidade de encher a cara para divertir-se.
Antes de pensar em usar drogas, olhe em volta: algum de seus amigos usuários passou a levar uma vida mais feliz após passar a usá-las?
Os problemas deles se resolveram?
Não é fugindo dos problemas que eles se resolvem, e sim, enfrentando-os com coragem e discernimento.
E a maioria dos problemas que aparecem podem ser evitados, se desde o início, usarmos de bom senso.

*

Escolha uma carreira baseado no que você deseja, e nem pense tanto se o dinheiro que você vai ganhar será muito ou pouco.
Escolha sua profissão por vocação, e não por dinheiro, ou você será um profissional mercenário, infeliz e incompetente.
Dinheiro é importante, é claro, mas ser feliz também é, e ninguém é feliz quando passa a maior parte do tempo fazendo uma coisa que odeia.

*

Não seja um valentão. 
Não pratique bullying, e nem permita que alguém o pratique em você!
Há várias maneiras de evitar sofrê-lo, por exemplo:
a) Seja um cultivador do seu físico, pratique esportes, exiba uma aparência que desestimule os praticantes de bullying - mas , repito, não se torne um valentão!
b) Se alguém tentar humilhar você, denuncie ao seu professor, ou a um adulto de confiança.
c) Exponha o praticante de bullying. Deixe que os outros colegas saibam quem ele é e o que ele faz.

*

Não minta aos seus pais, dizendo que está em um lugar quando estiver em outro. Isto pode ser perigoso. Sempre diga onde está.

*

Use camisinha.
Não fique grávida, nem engravide ninguém.
Doenças venéreas são reais.
A Aids é real.
A morte é real.
Não transe só por transar, não viole a natureza divina do seu corpo.
Não saia beijando estranhos por aí... valorize-se!

*

Mais uma vez, quanto aos amigos... 
Amigos de verdade jamais pedirão que você minta para favorecê-los. Estes são parasitas.
Amigos de verdade não pedem dinheiro emprestado, e na eventualidade desta remota possibilidade, sempre pagarão no dia combinado, evitando fazê-lo o tempo todo.
Amigos de verdade não oferecem cigarros ou drogas a você.
Não dirigem feito loucos quando há outras pessoas no carro dele.
Não deixam você 'na mão' e sem carona para casa de madrugada porque encontraram coisa melhor para fazer.

*

As pessoas mais importantes do mundo são as da sua família.
Jamais se afaste delas, nem troque-as pela companhia de estranhos, pois em momentos de necessidade, são elas que estarão ao seu lado.
Mas jamais admita que, por serem de sua família, elas o torturem.
Às vezes, é necessário afastar-se de algumas pessoas quando elas nos usam, nos criticam demasiadamente, não nos compreendem, não se sentem felizes com as nossas vitórias e não expressam a vontade sincera de que sejamos felizes.
Neste caso, talvez a convivência pacífica seja a melhor pedida.
Mesmo assim, sempre haverá alguém em sua família com quem você poderá contar em todas as horas, sejam elas alegres ou tristes, e estas pessoas (ou pessoa) serão sua verdadeira família.

*

Seja sempre sincero consigo mesmo.
Não diga que está feliz se estiver triste; não cante se tiver vontade de chorar.
Não chore se tiver vontade de cantar.
Que cada sentimento seu seja legítimo, uma homenagem à vida verdadeira, um direito a ser quem você é de verdade, um sorriso - ou uma lágrima - sinceros a você mesmo e a quem o cerca.
Não guarde esqueletos em seu armário.
Seja verdadeiro a respeito das coisas que você quer ou não quer, gosta ou não gosta, sente ou não sente.
E prepare-se para ser criticado e ostracizado por isso.
Valerá a pena.


(Ana Bailune)








* * *


Alerta para Transformar



Pai amoroso, sou profundamente grato por estar em contato com o mundo dos encarnados, para deixar uma mensagem de alerta.

A missão na qual fui investido, basicamente é a de comunicar ao chamados vivos, que eles estão mortos.

Não vos assusteis, mas vós estais mortos! Por quê?  

Porque no mundo de onde venho, a alegria é soberana. 

É muito comum encontrarem-se sorrisos nos rostos e todas as mãos labutam através de substância luminosa. 

Não quero provocar discussões, nem muito menos a inveja em meu semelhante, mas continuo a afirmar que vós estais mortos.

O plano terreno cheira mal. 

Densas nuvens de fumaça saem das bocas humanas que blasfemam e das muitas cabeças que planejam o mal. 

Não sabem vocês aquilatar como o pensamento negativo é
construtor e mantenedor do inferno onde vivem.

Vejo com freqüência bombas explodirem em vossas ruas e sobre vossas cidades. 

Não me refiro a uma nova guerra em andamento, mas aos petardos mentais que vós despejais incessantemente uns contra os outros. 

Isto é uma guerra não declarada, mas executada fielmente de acordo com o que vai nos corações terrenos.

Irmãos, já caminhei convosco no mesmo solo infértil que hoje pisais, e lamento a esterilidade na qual permanece. 

De onde estou, posso divisar com clareza para onde ruma a
humanidade sofredora.

E afirmo que é, em grande parte, para um abismo de dor. 

Volto a assinalar que não pretendo chocá-los com minhas palavras, mas sim chamar a vossa atenção para outras realidades, mais além das mesquinhas intenções que preponderam na vida, somente direcionada para a matéria.

Quando projetarem uma idéia ou palavra, lembrem-se que gostariam de receber compreensão ao invés de injúrias. 

É tão simples!

As ambições desregradas do ser humano não admitem que um espírito, ou como muitos chamam, espectro ou fantasma, possa ter vida e novamente direito à voz. 

Em outra época, meu discurso era cortante como a adaga e sibilante como o são as serpentes. Meus pensamentos já destilaram fel e calúnia.

Eu fui, um dia, um instrumento das trevas.

Contudo, hoje regenerado, retorno ao palco de outrora para conclamar aos que possuem um corpo denso, que não sejam mais portadores dos germes da discórdia. 

A agudeza de minhas palavras não tenciona gerar conflito, mas sim causar um despertar.

Acrediteis que sois luz e imediatamente luzirão.

Acrediteis que sois paz e no mesmo instante pacificarão.

Acrediteis que sois deuses e milagres realizarão.


Richard



17/04/1995  



Fonte: "Depoimentos do Além" - Pablo de Salamanca (médium)



*  *  *




24 abril 2014


Não entendo a tristeza como ausência de felicidade.
Acho que elas coexistem.
Somos felizes e tristes. Felizes porque tentamos entender a nossa missão. Tristes porque assim tem de ser.
A tristeza nos empresta respeito ao outro e percepção mais aguçada da dor.
Talvez tristeza seja ausência de alegria, de riso fácil, não de felicidade.

(Padre Fábio de Melo)



* * *

Mona Lisa - Nat King Cole


Um pouco de Chico Xavier...


Devemos aceitar a chegada da chamada morte,
assim como o dia aceita a chegada da noite
- tendo confiança que, em breve, 
de novo há de raiar o sol...

(Chico Xavier)




* * *

Um pouco de Kardec...


O Espiritismo dá uma causa justa e um objetivo útil para todas as dores.

(Kardec)



* * *

23 abril 2014

A invenção do abraço...


Quem inventou o abraço sabia
o significado de se encostar coração com coração.

(Flávia Peruci)



* * *

Simples assim...


Pra ler todo dia...


Dica de vídeo: Cupido


Era uma vez uma jovem garçonete apaixonada por um cliente, mas que nunca lhe deu a menor atenção.
Ela canta no restaurante em que trabalha, todos a aplaudem… menos o rapaz por quem ela está interessada.
Até que um dia , ela percebe o real motivo desse desinteresse e recebe a inesperada ajuda de um Cupido.
As vezes não estamos enxergando aquilo que estamos vendo.
Emocione-se.






* * *

21 abril 2014

Há vida em outros mundos?



Vejamos o que a obra de Kardec nos diz sobre isso.


O Livro dos Espíritos


Questões 55 a 59:

Sim! Há vida em todos os globos que se movem no Espaço!

Deus povoou de seres vivos os mundos e pensar ao contrário será duvidar de Sua sabedoria [ por que o Criador faria coisas (mundos) inúteis? ]; a constituição física dos habitantes difere de mundo a mundo, embora a forma corpórea, em todos os mundos seja a mesma da do homem terrestre, com menor ou maior embelezamento e perfeição, segundo a condição moral dos habitantes;
mundos afastados do Sol têm outras fontes de luz e calor, adequados à constituição dos respectivos habitantes; muitos mundos têm fontes próprias, tais como a eletricidade, com outros empregos, sem compreensão terrena.


Questões 172 a 188:

A existência corporal na Terra é das mais grosseiras e das mais distantes da perfeição;
as diversas existências físicas do homem podem ser na Terra bem como em outros mundos; o início dessas existências não terá sido aqui, bem como seu término também não o será;
a multiplicidade de vidas na Terra proporciona uma enorme gama de aprendizados ao Espírito;
em cada mundo há uma gradação de valores morais dos seus habitantes;
o conhecimento de detalhes físicos e morais sobre os habitantes de outros mundos perturbaria aos terrestres, daí não lhes ser revelado ainda;
infância e duração da existência nos mundos superiores à Terra são mais curtas, aquelas, e mais longas, estas, dado que corpos mais sutis têm menos fatores a miná-los;
o perispírito (corpo que reveste o espírito) é formado de matéria específica de cada mundo, sendo que os espíritos puros têm envoltórios “extremamente” etéreos:

Obs.: disseram os espíritos a Allan Kardec, quanto ao grau de evolução dos habitantes do Sistema Solar:

Marte: inferior à Terra;
Júpiter: muito acima de ambos (na coleção da Revista Espírita, muitos espíritos que habitaram na Terra disseram estar em Júpiter);
Sol: não tem habitantes; contudo, é local de reunião de espíritos superiores.


*


O Livro dos Médiuns


1ª Parte, Cap. I, n° 2:

Por que injustificável privilégio este quase imperceptível grão de areia (a Terra), que não avulta pelo seu volume, nem pela sua posição, nem pelo seu papel que lhe cabe desempenhar, seria o único planeta povoado de seres racionais? 
A razão se recusa a admitir semelhante nulidade do infinito e tudo nos diz que os diferentes mundos são habitados.

1ª Parte, Cap. I, n° 100:

Em mundos mais adiantados o homem se põe em comunicação com os espíritos com maior facilidade e os vê com freqüência.

2ª Parte, Cap. XXVI, n° 296:

As descrições que os espíritos fazem sobre outros mundos devem ser vistas com extrema cautela ; os bons espíritos dão uma ou outra informação sobre os habitantes de diferentes mundos, com o objetivo precípuo do nosso melhoramento moral.


*


O Evangelho Segundo o Espiritismo


Cap. III, n° 3 e 4:

Há mundos cujas condições morais dos seus habitantes são inferiores às da Terra; em outros, são da mesma categoria; há mundos mais ou menos superiores e, finalmente, há aqueles nos quais a vida é, por assim dizer, toda espiritual;

Classificação dos mundos (puramente pedagógica) segundo seu estado moral e destinação:

-mundos primitivos: primeiras encarnações da alma;
-mundos de expiação e provas: domínio do mal (a Terra é desta classificação);
-mundos de regeneração: as almas ainda têm o que expiar, mas ali encontram repouso das fadigas;
-mundos ditosos: predomínio do bem;
-mundos celestes ou divinos: habitação dos Espíritos depurados; neles, reina exclusivamente o bem.


*


A Gênese


Cap. XI, n°s 7 a 9:

Desde toda a eternidade Deus criou mundos materiais e seres espirituais, pois se assim não fora tais mundos careceriam de finalidade;
Os seres são criados simples e ignorantes, tendo por final a evolução, rumo à angelitude;
Antes da existência da Terra mundos sem conta haviam sucedido a mundos...


(...)


*


Muitas Moradas


(...) E, finalizando, para balbuciar tímida resposta à pergunta que abre essa leitura, refletimos na grandeza da natureza, que aqui mesmo na Terra nos leva a um profundo respeito e amor filial ao Criador, deduzindo que sim: há vida pujante em outros mundos (são muitos: bilhões, trilhões, quem sabe?).

Para nossa dedução, socorremo-nos do mais poderoso aval que qualquer ser humano terrestre pode avocar – o de Jesus, quando afirmou: “Há muitas moradas na casa do meu Pai”.






*  *  *


Dica de livro: "Entrevista com um Comandante Estelar", de Alexandre Wyllie


A vida no planeta Terra, os segredos da raça humana, reencarnações, vidas passadas, poderes psíquicos, cosmogênese, antropogênese, saúde, Jesus e Cristo, verticalização do eixo terrestre com as consequentes mudanças geográficas e espirituais, a chegada de um Novo Tempo – estas são algumas das questões abordadas e devidamente esclarecidas neste livro, através de um ser extraterrestre que cumpre uma missão de resgate junto a nós e ao nosso amado planeta.

Editora Missão Órion.



* * *

Em ti reside o mundo todo,
e se souberes como observar e aprender,
a porta está lá e a chave está à mão.
Ninguém na terra pode fornecer tanto a chave quanto a porta para abrir,
exceto tu mesmo.


(J. Krishnamurti)



* * *

19 abril 2014

Páscoa – uma reflexão...


Foi em uma noite antes da Páscoa que Jesus celebrou a Santa Ceia com seus 12 discípulos, sob a forma de uma refeição no fim do dia.

Mas o que essa cena tem a ver conosco, em pleno século XXI?

Para compreender isso, vamos voltar até a Antiguidade.

A Santa Ceia trata de um cálice.

No Egito antigo, Hermes Trismegisto, o “três vezes grande” (tido como o autor de um conjunto de textos sagrados, o Corpus Hermeticum, contendo ensinamentos sobre artes, ciências, religião e filosofia), também fala de um cálice, uma cratera: “Ele enviou para baixo uma grande cratera cheia de forças do Espírito e um mensageiro para anunciar aos corações dos homens a tarefa: Mergulhai nesta cratera, vós, almas que podeis fazê-lo; vós que crestes e confiastes em que ascendereis até ele que enviou para baixo este vaso de mistura; vós que sabeis para que objetivo fostes criados”.

Que estamos fazendo com nosso cálice?

Ele está purificado e cheio de forças do Espírito?

Ou ele não passa de um poço de contradições?

De que nos adiantaram os dois mil anos de cristianismo?

Compreendemos que a vida de Cristo é um símbolo a ser imitado?

Que na gruta de nosso coração a luz deve nascer?

Que no Gólgota – o lugar do crânio – o velho homem deve morrer a fim de que se erga a cruz de luz, Cristo, a alma-espírito vivente?



Para nossa reflexão...








* * *





18 abril 2014

Renascimento



Enquanto não souberes
morrer e renascer,
Serás um viajante aflito
a errar na terra escura.

(Goethe)



*  *  *

Step Out - Jose Gonzalez


Da trilha sonora do belíssimo filme "A vida secreta de Walter Mitty", cuja mensagem continua a nos acompanhar após os créditos finais e nos faz refletir durante muito tempo...


*  *  *

Constatação...


Pra ler todo dia...


Em paz...


Sexta-feira da Paixão



Lembremos, hoje é um dia para refletir sobre todo sofrimento pelo 

qual passou Jesus, esse Espirito Superior 

que esteve entre nós para alavancar a Humanidade de sua 

pequenez 

e foi de tal importância que simplesmente dividiu a História em 

antes e depois d'Ele.





* * *