"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

12 julho 2014

Sobre a influência espiritual


Nós, almas do outro lado da vida, não temos o direito de interferir no livre-arbítrio dos encarnados.

Somos sim orientadores, podemos aconselhar e inspirar, transmitindo idéias salutares e voltadas à prática do bem e da evolução.

Espíritos de diversas ordens povoam o orbe terreno e estão a nos influenciar todos os instantes, em maior ou menor grau.

Os mais sensíveis percebem claramente as intenções e conseguem separar o que é luz e o que é treva. Mas a maior parte da população nem imagina o que os envolve, em atitudes, pensamentos e tomada de decisões.

Importante manter o padrão vibratório elevado para que a sintonia psíquica individual busque as frequências mais benéficas. 

Ao contrário, somos envoltos por pensamentos de angústia, depressão, vícios e revolta, que nada contribuem para nossa ascensão e bem viver.

Atentem para as ideias que brotam em nossa mente. Muitas delas são fruto do descuido e da invigilância, portas abertas para más companhias espirituais.

Os mentores não determinam nossas tarefas, muito menos nos ordenam a cumprir determinada atividade. O Alto respeita nossas escolhas, que são consequência de quem somos verdadeiramente. 

Ao trilharmos caminho turvo, os guias nos mostram as possibilidades, aconselham de maneira aberta e clara. Cabe a cada um definir qual estrada irá seguir.

Que a elevação da alma se inicie nos pensamentos, irradiando em nossas palavras e atitudes cotidianas.


(Orientação EspiritualPai Josefino de Aruanda,13/08/2013.)

(Mensagem psicografada pela médium Julia Jenska)


*  *  *