"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

19 outubro 2014

É preciso apaixonar-se...


É preciso apaixonar-se: renove a vida dentro de você

Quem nunca se apaixonou não experimentou o sabor de viver. 

Por isso afirmo que precisamos urgentemente de nos apaixonar, entrar numa relação íntima de permuta de sentimentos com algo, uma ideia ou um ideal.

Não nos apaixonamos apenas pelo semelhante, isto é, por um ser humano.

Contudo, numa relação em que uma das partes não se envolve, não se deixa impregnar pelo outro e não respira o clima do outro, não há compartilhar nem palmilhar.

Muitos passam pela vida sem experimentar o viver ou, então, a vida passa por eles, que permanecem à margem do caminho, como árvores ressequidas.

É imprescindível nos entregarmos a um amor ou ao amor. Quem ama e se apaixona também se envolve, se deixa excitar mentalmente com o objeto do seu amor.

É preciso apaixonar-se É preciso apaixonar-se por uma ideia ou um objetivo; o ser humano necessita respirar na atmosfera saudável de um ideal elevado.

Sem metas e sem se entregar a algo que dê sentido maior à existência, o indivíduo passa a viver entediado e, ao fim de sua experiência física, encontra a frustração.

Quando você elege algo a que se dedicar, seja uma filosofia de vida, uma religião ou ainda a defesa de qualquer projeto que enobreça e auxilie a humanidade, coloca-se automaticamente ao abrigo do tédio, e sua vida deixa de ser uma rotina.

[…]




(in “Os dois lados do espelho”, de Robson Pinheiro, pelo Esp. de sua mãe Everilda Batista)  



*  *  *