"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

27 dezembro 2016


No dia em que o peso apoderar-se dos teus ombros e tropeçares, que a argila dance, para equilibrar-te!
E quando os teus olhos congelarem por trás da janela cinzenta,
E o fantasma da perda chegar a ti...
Que um bando de cores, índigo, vermelho, verde
E azul celeste, venha despertar em ti,
Uma brisa de alegria.

Quando a vela se apagar no barquinho do pensamento,
E uma sensação de escuro estiver sobre ti,
Que surja para ti, uma trilha de luar amarelo,
Para levar-te a salvo para casa.

Que o alimento da terra seja teu!
Que a claridade da luz te ilumine!
Que a fluidez do oceano te inunde!
Que a proteção dos antepassados esteja contigo!

E assim...que um vento teça estas palavras de amor a tua volta,
Num invisível manto, para zelar pela tua vida, onde estiveres.
Que assim seja.
E assim se faça.


(Oração Celta de Benção)


*  *  *

O Universo Na Cabeça do Alfinete - Lenine


Um delicado poema sobre o Amor...

* * *

 Pequeno e ainda assim imenso
Calado e ainda assim intenso
Pesado e ainda assim flutua
Veneno e ainda assim me cura
Quando um sentimento fica assim fora de si
Coração perde a cabeça e o juízo voa
O universo na cabeça do alfinete
Tudo brilha diferente no olho da pessoa
Parado e ainda assim ligeiro
Inteiro e ainda assim partido
Doído e ainda assim contente
Descrente e ainda assim feliz
Quando um sentimento fica assim fora de si
Coração perde a cabeça e o juízo voa
O universo na cabeça do alfinete
Tudo brilha diferente no olho da pessoa...


Lenine - Lula Queiroga



(do álbum "Carbono", © 2015)


*  *  *


Dica de vídeo: Sabedoria dos nativos norte americanos


Simples assim...


*  *  *



Simples assim...


A Hora certa


15 dezembro 2016

Como as pessoas que estão entrando na quinta dimensão estão agindo?



1 — Querem questionar suas existências. 
Querem buscar o autoconhecimento e têm coragem de acessar suas verdades e descobrir que realmente são.

2 — Não têm medo do auto-enfrentamento e preferem sair da zona de conforto ao invés de continuarem presas aos velhos condicionamentos doentios como o medo, o sofrimento e a desesperança.

3 — Não aceitam mais a esperança como padrão para as suas vidas. Estão trocando os sentimentos de esperança pelos sentimentos de confiança. Pois já descobriram que a esperança é somente uma maneira bonita de continuar esperando sempre por amanhãs, eternos amanhãs que nunca chegam.

4 — Querem agir ao invés de apenas aguardar que outras pessoas façam o que somente elas podem fazer para mudar as suas vidas.

5 — Não esperam mais que os milagres caiam do céu pela força do acaso, como se fosse possível o Universo dar algo sem querer nada em troca.

6 — Não pedem nada de graça, querem retribuir e não apenas receber.

7 — Já descobriram que não têm controle sobre as outras pessoas e não querem mais mudá-las. Mas lutam para dar o máximo de si para que seus exemplos mudem as outras pessoas.

8 — Não querem mais tudo na hora que desejam. 
Estão compreendendo que a paciência no fundo é uma prática da paz com a consciência. Têm plena certeza que tudo virá no momento certo e mais adequado. Trabalham insistentemente e com convicção para aquilo que desejam, mas não tentam mais controlar o tempo, pois sabem que não têm esse poder.

9 — Não brigam mais, preferem conversar e dialogar. 
É impossível entrar na quinta dimensão, por exemplo, um casal que discute constantemente por motivos fúteis, como ciúmes ou medo. Sabem que a traição não é um problema do traído, mas sim de quem traí, pois este sim está com um sério problema para ser resolvido em sua vida.

10 — Se posicionam perante as dificuldades e não potencializam mais os problemas. Potencializam sim as soluções. Sempre as soluções.

1 1— Trocaram os sentimentos de inveja pelos sentimentos de admiração.

12 — Têm certeza que tudo o que for para ser, já é. 
Estão começando a acessar seus propósitos de vida, decretados antes dos seus nascimentos. Sendo assim sabem que há vida após a morte, há vida antes do nascimento e há vida o tempo todo. A vida não cessa jamais.

13 — Já descobriram que as pessoas não mudam, elas apenas vão se transformando naquilo que realmente são e sempre quiseram ser.

14 — Não querem mais perder tempo reclamando. Seus pontos de vista estão mudando gradativamente e estão começando a enxergar que este mundo é repleto de coisas possíveis de agradecimento diário.

15 — Não querem apenas sobreviver, querem viver intensamente as suas vidas, pois sabem exatamente o valor espiritual que elas possuem.

16 — Estão começando a compreender que a gratidão é o sentimento mais poderoso que existe, e que este sentimento possui uma vibração altíssima capaz de transmutar todos os sofrimentos em cura, todos as mazelas em concórdias e elevações.

17 — Já entendem que a felicidade não está no futuro como disseram para elas desde que nasceram. 
Sabem que a felicidade verdadeira está no agora e se chama gratidão. Não buscam mais a felicidade, pois sabem que quem está em busca da felicidade no fundo está decretando para si mesmo que é uma pessoa infeliz. Sentem-se felizes porque sabem que é dentro do presente dinâmico e eterno onde tudo acontece.

18 — Sabem que podem criar suas realidades a partir da imaginação e do poder das suas intenções. 
Não desejam coisas a esmo, desejam com potência e intensidade, pois somente assim conseguirão dialogar com a natureza e manifestar os milagres sobre a Terra.

19 — Não querem perder tempo com fofocas e conversas que não levam a lugar algum. Sabem inverter as vibrações dos ambientes e neutralizar as energias negativas de forma consciente e eficaz.

20 — Estão optando por valorizar mais as pessoas do que as coisas. Sabem que as coisas materiais têm preço e a coisas imateriais como as amizades verdadeiras e o amor são coisas preciosas, que por sinal serão somente essas que levarão para além desta vida.

21 — Não querem mais viver num mundo de acúmulos de coisas e consumo doentio. 
Querem compreender o que é o compartilhamento mútuo e desejam viver em harmonia. Querem dividir para somar e não acumular para juntar.

22 — Não querem mais perder tanta energia tentando se equilibrar. Preferem a harmonização, pois sabem que todos aqueles que tentam se equilibrar uma hora caem, pois estão vivendo o tempo todo numa espécie de corda bamba.

23 — Querem resolver os problemas o mais rápido possível e só atraem pessoas que pensam da mesma forma. Detestam conviver e trabalhar com pessoas enroladas que não gostam de decidir e estão sempre tentando controlar mental e psiquicamente as outras pessoas.

24 — Estão completamente salvas das mazelas da procrastinação. Querem ir adiante e agir.

25 — Estão se sentindo diferentes das outras pessoas, mas sabem que não são melhores que ninguém. Sabem que não são pessoas especiais, mas ao mesmo tempo terão mais responsabilidades perante a sociedade.

26 — Estão isentas de qualquer tipo de preconceito justamente por saberem que um dia já foram em vidas passadas ou poderão ser em vidas futuras aquela pessoa a qual a sociedade pede para julgar. 
Há somente respeito. Não há discórdia.

27 — As religiões estão ficando em segundo plano. O que importa é a sua ligação direta com Deus. Sem intermediários.

28 — Estão tendo sonhos lúcidos e projeções fora do corpo que elucidam suas vidas passadas e futuras.

29 — Estão tendo acesso aos seus mentores espirituais através da intuição e da clarividência.

30 — Querem e creem no mundo melhor. Não aceitam a ideia das catástrofes e da falta de amor na humanidade. Têm absoluta certeza que a luz vencerá a escuridão como sempre fez.

31 — Não estão mais conseguindo assistir televisão.

32 — Sabem que a quinta dimensão não é um lugar, mas sim uma frequência.

33 — Não têm mais medo do desconhecido. Sabem que o mundo extra físico faz parte da Natureza dos homens e a paranormalidade deve ser encarada como algo natural e não como algo amedrontador.

34 — Sabem que o demônio não existe. Existe somente orgulho, egoísmo, ganância, medo e ilusão.


(Carlos Torres)

*  *  *




Dica de vídeo: "O Mais é Nada"


Pois é...


Simples assim..


03 dezembro 2016


Retornam ao lar, ao chão de suas alegrias, os meninos que não permitiram que o sucesso os afastasse de sua gente. 
Retornam vencedores.
De outro modo, mas não sem medalhas.
Retornam com o reconhecimento de uma nação carente de honestos, justos e simples. Sejam bem vindos!
O céu chuvoso é o retrato de nossa alma.

(Padre Fábio de Melo)



*  *  *




01 dezembro 2016

Adversidades



Ela era uma garota que vivia a se queixar da vida. 

Tudo lhe parecia difícil e se dizia cansada de lutar e combater.

Seu pai, que era um excelente cozinheiro, a convidou, certo dia, para uma experiência na cozinha.

Tomou de três panelas, encheu-as com água e colocou cenouras em uma, ovos em outra e pó de café na terceira.

Deixou que tudo fervesse, sem nada dizer. A moça suspirou longamente, imaginando o que é que seu pai estava fazendo com toda aquela encenação.

Tudo fervido, o pai colocou as cenouras e os ovos em uma tigela e o café em outra.

O que você está vendo? Perguntou.

Cenouras, ovos e café, respondeu ela.

Ele a trouxe mais perto e pediu que experimentasse as cenouras. 

Ela notou como as cenouras estavam macias.

Tomando um dos ovos, quebrou a casca e percebeu que ele estava duro.

Provando um gole de café, a garota sentiu o sabor delicioso.

Voltou-se para o pai, sorriu e indagou:

O que significa tudo isto, papai?

É simples, minha filha. As cenouras, os ovos e o café, ao enfrentarem a mesma adversidade, a água fervendo, reagiram de formas diferentes.

A cenoura entrou na água, firme e inflexível. Ao ser submetida à fervura, amoleceu e se tornou frágil.

O ovo era frágil. A casca fina protegia o líquido interior. Com a água fervendo, se tornou duro.

O pó de café, por sua vez, é incomparável. Colocado na água a ferver, ele mudou a água.

Voltando-se para a filha, perguntou o homem experiente:

Como é você, minha filha? Quando a adversidade bate à sua porta, você reage como a cenoura, o ovo ou o café?

Você é uma pessoa forte, decidida que, com a dor e a adversidade, se torna frágil, vulnerável, sem forças?

Ou você é como o ovo? Delicada, maleável, casca fina que, com facilidade, se rompe. Ao receber as agruras de um desemprego, de uma falência, da morte de um ser querido ou de um divórcio, se torna dura, inflexível? Quanto mais sofre, mais obstinada fica, mais amarga se torna, encerrada em si mesma?

Ou você é como o café? Ele muda a água fervente, a coisa que está trazendo a dor, para conseguir o máximo de seu sabor, a cem graus centígrados. Quanto mais quente a água, mais gostoso se torna o café, deliciando as pessoas com o seu aroma e sabor.

Se você é como o pó de café, quando as coisas vão ficando piores, você se torna melhor e faz com que as coisas em torno de você também se tornem melhores.

A dor em você tem o condão de torná-la mais doce, gentil, com capacidade de melhor entender a dor alheia.

Afinal de contas, minha filha, como você enfrenta a adversidade?


*


A dor pode ser comparada ao instrumental de um hábil escultor.
Com destreza e precisão técnica, ele toma de uma pedra dura como o mármore, por exemplo, e pacientemente a transforma em uma obra de arte, para encanto das criaturas.
A beleza da pedra só aparecerá aos golpes duros do cinzel, na monotonia das horas intermináveis de esforço e trabalho.
Assim como a pedra se submete à lapidação das formas para se tornar digna de admiração, somente os corações que permitem à dor esculpir sua intimidade, adquirem o fulgor das estrelas e o brilho sereno da lua.


(Texto baseado em textos da Redação do Momento Espírita.)




*  *  *






Quando um avião cai a gente cai junto.
Um avião transporta mais do que vidas, transporta sonhos.
É o pai que está indo reencontrar os filhos, é a mãe que está indo buscar o sustento de sua família, são pilotos que planejam estar em casa ao jantar e a aeromoça que leva na bagagem o perfume favorito do namorado.
Quando cai um avião a gente cai junto, pois quantos de nós viram os sonhos começar dentro de um avião.
A viagem tão esperada, a assinatura de um contrato, o encontro com alguém que tanto sonhamos estar junto.
Aviões partem rumo a sonhos, e era isso que cabia também neste trágico voo que quase chegou a seu destino.
Jogadores que representavam o sonho do menino que quer ser jogador, jogadores que representavam seus familiares, seus torcedores.
Quando um avião cai todos nós caímos juntos.
Morrem sonhos, morrem encontros que não vão mais ocorrer, nascem saudades que não vão ser vencidas e que dali por diante vão apenas crescer e se tornar um buraco junto a quem nunca chegou.
Quando um avião cai a dor é compartilhada, pois todos nós somos torcedores, torcemos para quem amamos, torcemos para logo poder dar o abraço, torcemos, pois ninguém sonha sozinho.
Hoje esse humilde time de Santa Catarina tem a maior torcida do mundo, pois quando sonhos despencam do céu a solidariedade é a única camisa que todos vestem, pois essa é a única camisa que nesse momento nos conforta.
Fica meu abraço e sincera dor a familiares e torcedores desse triste voo.
O Resto é silêncio.

(Felipe Sandrin)



*  *  *

24 novembro 2016


Dica de livro: “A Última Carta do Tenente” - William Douglas



Às vezes um livro chega até nós através de mãos invisíveis.

Este é um deles.

Nele, envolvida por um lindo projeto gráfico, lemos uma declaração de amor à Vida.

Num momento definitivo, durante o acidente com o submarino russo Kursk ocorrido em 2000, o personagem principal deixa suas derradeiras palavras, escritas com imensa dificuldade, fazendo um balanço geral de sua vida e emoções.

O acidente é real, a obra ficção.

Um verdadeiro chacoalhar em cada leitor. 

Tocante e verdadeiro.

Recomendadíssimo!

*

“Não quero morrer sem falar de minhas TENTATIVAS. 
Tentei amar, tentei tantas coisas, fiz o que pude. 
Tentei entender Deus e a vida, mas minha mente é pequena e o tempo foi pouco. 
Tentei cumprir minha missão, mas tive dificuldade até mesmo em descobrir qual era.
No dia da partida, tenho resposta para todas as perguntas do mundo no meu bolso.
Vivi à procura, e agora que as tenho você está longe.
Sobre o amor, eu nunca entendi bem, seja o do filho, do amigo, do marido, do irmão, do próximo.
Fiquei devendo amor, morro com dívidas vultosas.”

*

Sinopse: 
Em agosto de 2000, um acidente com o submarino russo Kursk fez com que marinheiros ficassem presos sem que houvesse tempo para salva-los. 
Quando finalmente os corpos foram resgatados, no bolso do uniforme de um deles, foi encontrada uma mensagem para sua mulher, escrita nas poucas horas que lhe restava. 
Editora Planeta.



*  *  *

Dica de vídeo: Josh Groban - You Raise Me Up



Lindo!


*  *  *


Decreto de Renascimento


Hoje acordei para uma nova vida!
Hoje deixo de lado, tudo aquilo que me entristece e que não faz mais sentido para minha evolução.
Hoje decreto do fundo do meu coração que estou pronto para viver uma nova vida. Hoje determino que tudo aquilo que é ruim vá embora da minha vida.
Hoje determino que tudo aquilo que me fez mal no passado, desapareça e nunca mais retorne.
Hoje já consigo sentir meu corpo mais leve e meu espírito cuidando da minha mente.
Hoje já compreendo melhor meus anseios e meus desejos e não me engano mais.
Hoje sinto todos os antigos sentimentos de amargura, fraqueza, preguiça e desânimo se dissolvendo.
Hoje consigo ver todas as pessoas que um dia me ajudaram e me incentivaram. E me sinto grato por todas elas.
Hoje consigo ver todos aqueles que se foram desse mundo e deixaram um espaço vazio em meu peito. E me sinto confortado, pois tenho certeza que um dia reencontrarei todos eles pelas entranhas da eternidade.
Hoje vejo meu espírito sorrindo e me dizendo obrigado por eu ter despertado para uma nova vida. Hoje sinto o amor e a paz dentro do meu espírito.
Hoje, eu e meu espírito somos UM em comunhão com Aquele que um dia nos criou. Hoje me sinto feliz e vejo a luz da verdade iluminando novamente os meus caminhos.
Assim é, e assim será para todo o sempre!

(Autor desconhecido)


*  *  *







*  *  *


02 novembro 2016

A Morte não é nada



A morte não é nada.
Eu somente passei
para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
eu continuarei sendo.

Me deem o nome
que vocês sempre me deram,
falem comigo
como vocês sempre fizeram.

Vocês continuam vivendo
no mundo das criaturas,
eu estou vivendo
no mundo do Criador.

Não utilizem um tom solene
ou triste, continuem a rir
daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.

Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra
ou tristeza.

A vida significa tudo
o que ela sempre significou,
o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora
de seus pensamentos,
agora que estou apenas fora
de suas vistas?

Eu não estou longe,
apenas estou
do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente,
a vida continua, linda e bela
como sempre foi.


(Santo Agostinho)


*  *  *


01 novembro 2016


Ser sensível nesse mundo requer muita coragem.

Todo dia.

Esse jeito de ouvir além dos olhos, de ver além dos ouvidos, de sentir a textura do sentimento alheio tão clara no próprio coração e tantas vezes até doer ou sorrir junto com toda sinceridade.

Essa intensidade toda em tempo de ternura minguada.

Esse amor tão vívido em terra em que a maioria parece se assustar mais com o afeto do que com a indelicadeza.

Esse cuidado espontâneo com os outros. Essa vontade tão pura de que ninguém sofra por nada.

Essa saudade, que às vezes faz a alma marejar, de um lugar que não se sabe onde é, mas que existe, é claro que existe.

Essa vontade de espalhar buquês de sorrisos por aí, porque os sensíveis, por mais que chorem de vez em quando, não deixam adormecer a idéia de um mundo que possa acordar sorrindo.

Pra toda gente. Pra todo ser. Pra toda vida.

Eu até já tentei ser diferente, por medo de doer, mas não tem jeito: só consigo ser igual à mim.

(Ana Jácomo)



*  *  *


Barry Manilow - I Write The Songs



Certas canções são eternas...

*  *  *



27 outubro 2016


Deus nunca erra


Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus.

Havia, porém, um súdito que sempre o lembrava dessa verdade.

Em todas situações dizia:

- Meu Rei, não desanime, porque Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra.

Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta o atacou.

O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.

O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, perguntou a este:

- E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.

O servo respondeu:

- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem!  Tudo que Deus faz é Perfeito. Ele nunca erra!

O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.

Após algum tempo, o Rei saiu novamente para caçar e aconteceu dele ser atacado, desta vez por uma tribo de índios que vivia na selva.

Estes índios eram temidos por todos, pois sabia-se que faziam sacrifícios humanos para seus deuses.

Mal prenderam o Rei, passaram a preparar, cheios de júbilo, o ritual do sacrifício.

Quando já estava tudo pronto, e o Rei já estava diante do altar, o sacerdote indígena, ao examinar a vítima, observou furioso:

- Este homem não pode ser sacrificado, pois é defeituoso! Falta-lhe um dedo.

E o Rei foi libertado.

Ao voltar para o palácio, muito alegre e aliviado, libertou seu súdito e pediu que viesse em sua presença.

Ao ver o servo, abraçou-o afetuosamente dizendo-lhe:

- Meu Caro, Deus foi realmente bom comigo! Você já deve estar sabendo que escapei da morte justamente porque não tinha um dos dedos. Mas ainda tenho em meu coração uma grande dúvida: se Deus é tão bom, por que permitiu que você fosse preso da maneira como foi? Logo você, que tanto o defendeu?

O servo sorriu e disse:

- Meu Rei, se eu estivesse junto contigo nessa caçada, certamente seria sacrificado em teu lugar, pois não me falta dedo algum.

*


Portanto, lembre-se sempre: Tudo o que Deus faz é perfeito. 

Ele nunca erra.


(Autor desconhecido)



*  *  *


15 outubro 2016

Cubos de gelo


Imaginem se cubos de gelo boiando na água gelada tivessem consciência.

Haveria discussões sobre os diferentes formatos dos vários cubos.

“Nossas beiradas são mais fnas do que as suas” ou “Nós somos mais claros e mais simétricos do que vocês”.

Com o passar do tempo, essas discussões levariam a brigas, depois a guerras, e teríamos o equivalente ao que acontece aqui na Terra.

Mas, se aquecêssemos a água, todos os cubos de gelo derreteriam.

Os cubos das mais diferentes formas passariam a ser água.

A água sempre foi uma metáfora para o espírito.

Os cubos de gelo nunca tiveram uma existência independente.

Eles se originaram da água e voltaram a esse estado líquido quando aquecidos.

A essência do cubo de gelo era, na verdade, a molécula de H2O vibrando em um ritmo mais lento.

Quando o calor foi acrescentado, o ritmo de vibração aumentou e os cubos derreteram.

O tempo inteiro, sua existência foi uma ilusão. Todos eles eram apenas a molécula de H 2O, mera água, o tempo todo.

O que acontece se você continuar a aquecer a água?

Com o tempo, tudo vira vapor, fica invisível mas não vazio.

A molécula de H2O ainda está lá, mas, agora, vibrando em um ritmo extremamente rápido.

A água se torna vapor apenas por uma alteração de velocidade da molécula.

Nós sabemos disso porque, se você condensar ou esfriar o vapor, ele volta a ser água.

Se você continua esfriando a água, coloca-a em formas para fazer gelo e as põe dentro do congelador, depois de algum tempo terá cubos de gelo outra vez.

Esse é o ciclo.

Agora imagine que você continue aquecendo esse vapor.

Quando a molécula de H2O se divide, você tem partículas sub-atômicas, quasares, quarks e outros elementos desse tipo.

Portanto, até mesmo depois do vapor existem outros estados e, avançando ainda mais, eles se tornam indescritíveis pelos pensamentos ou palavras humanas.

Isso reflete a nossa própria natureza.

Aqui, nesses corpos terrenos, somos como cubos de gelo: vibramos em nosso ritmo mais lento, sólido e pesado.

O que acontece quando somos aquecidos?

Em nosso caso, o aquecimento não se dá com calor, mas com amor.

É isso que aumenta a nossa vibração a presença do amor incondicional, da capacidade de abrir nossos corações, de viver com empatia, compaixão, bondade e altruísmo. De ajudar os outros a atingir o seu potencial.

O equivalente aos cubos de gelo derretendo e virando água seria voltarmos ao estado de espíritos.

Nossa verdadeira natureza é a de seres espirituais.

Quando continuamos a aumentar a nossa vibração, o que seria equivalente ao vapor?

Seria o que quer que exista além do espírito – e ainda além.

O que significa que somos, sob esse aspecto, como cubos de gelo.

Temos muitas dimensões, e todas elas estão conectadas através do ritmo da vibração.

Podemos falar da existência de Deus e de planos mais elevados, mas não temos palavras ou compreensão para entendê-los por completo.

Esse é um dos motivos pelos quais é muito difícil responder à pergunta: “Por que Deus criou a Terra? Qual seria o seu propósito?”

Não temos como saber o que está acontecendo nessas esferas que são equivalentes às partículas subatômicas, na analogia do gelo.

O que sabemos é que estamos aqui e que somos a manifestação física dessa mais alta energia.

Nossa energia é o amor – não a molécula de H2O, mas o amor.

Nesse sentido, não precisamos saber todas as respostas.(...)

Mas o que realmente sei é que somos seres espirituais, cuja essência básica é o amor, a empatia, a bondade, a compaixão e o altruísmo.

São essas as ações e as atitudes que elevam a nossa vibração, aumentam a nossa consciência e nos tornam capazes de retornar àquele lar onde tudo é um e tudo está conectado.(...)

Ao entender isso, somos capazes de nos libertar daquilo que não é importante: fama, sucesso, reconhecimento, dinheiro, objetos.

Não carregamos nada disso conosco.

O que trazemos de volta são as lições que aprendemos e dominamos.

Trazemos de volta a abertura de nossos corações.

Não importa se não temos o entendimento completo de tudo isso no momento presente.

Nosso coração compreende em sua essência mais profunda, e ao seguir o nosso coração e a nossa intuição somos conduzidos de volta para casa.


(Extraído do livro “Milagres acontecem”, de Brian Weiss e Amy E. Weis - cap 8 - Vôo noturno)



*  *  *





Não basta fugir.
É preciso fugir no bom sentido.
Fugir do tédio, da fome, da guerra!...
Não se deve fugir excentricamente. 
É preciso fugir concentricamente.
Fugir o mundo, para poder reinventá-lo um dia.
Quem sabe, maior, mais verdadeiro, mais essencial, mais justo.

(Charles Ferdinand Ramuz)



*  *  * 

Simples assim...


Como as pessoas que estão entrando na quinta dimensão estão agindo?



1 — Querem questionar suas existências. Querem buscar o autoconhecimento e têm coragem de acessar suas verdades e descobrir que realmente são.

2 — Não têm medo do auto-enfrentamento e preferem sair da zona de conforto ao invés de continuarem presas aos velhos condicionamentos doentios como o medo, o sofrimento e a desesperança.

3 — Não aceitam mais a esperança como padrão para as suas vidas. Estão trocando os sentimentos de esperança pelos sentimentos de confiança. Pois já descobriram que a esperança é somente uma maneira bonita de continuar esperando sempre por amanhãs, eternos amanhãs que nunca chegam.

4 — Querem agir ao invés de apenas aguardar que outras pessoas façam o que somente elas podem fazer para mudar as suas vidas.

5 — Não esperam mais que os milagres caiam do céu pela força do acaso, como se fosse possível o Universo dar algo sem querer nada em troca.

6 — Não pedem nada de graça, querem retribuir e não apenas receber.

7 — Já descobriram que não têm controle sobre as outras pessoas e não querem mais mudá-las. Mas lutam para dar o máximo de si para que seus exemplos mudem as outras pessoas.

8 — Não querem mais tudo na hora que desejam. Estão compreendendo que a paciência no fundo é uma prática da paz com a consciência. Têm plena certeza que tudo virá no momento certo e mais adequado. Trabalham insistentemente e com convicção para aquilo que desejam, mas não tentam mais controlar o tempo, pois sabem que não têm esse poder.

9 — Não brigam mais, preferem conversar e dialogar. É impossível entrar na quinta dimensão por exemplo um casal que discute constantemente por motivos fúteis como ciúmes ou medo. Sabem que a traição não é um problema do traído, mas sim de quem traí, pois este sim está com um sério problema para ser resolvido em sua vida.

10 — Se posicionam perante as dificuldades e não potencializam mais os problemas. Potencializam sim as soluções. Sempre as soluções.

1 1— Trocaram os sentimentos de inveja pelos sentimentos de admiração.

12 — Têm certeza que tudo o que for para ser, já é. Estão começando a acessar seus propósitos de vida, decretados antes dos seus nascimentos. Sendo assim sabem que há vida após a morte, há vida antes do nascimento e há vida o tempo todo. A vida não cessa jamais.

13 — Já descobriram que as pessoas não mudam, elas apenas vão se transformando naquilo que realmente são e sempre quiseram ser.

14 — Não querem mais perder tempo reclamando. Seus pontos de vistas estão mudando gradativamente e estão começando a enxergar que este mundo é repleto de coisas possíveis de agradecimento diário.

15 — Não querem apenas sobreviver, querem viver intensamente as suas vidas, pois sabem exatamente o valor espiritual que elas possuem.

16 — Estão começando a compreender que a gratidão é o sentimento mais poderoso que existe, e que este sentimento possui uma vibração altíssima capaz de transmutar todos os sofrimentos em cura, todos as mazelas em concórdias e elevações.

17 — Já entendem que a felicidade não está no futuro como disseram para elas desde que nasceram. Sabem que a felicidade verdadeira está no agora e se chama gratidão. Não buscam mais a felicidade, pois sabem que quem está em busca da felicidade no fundo está decretando para si mesmo que é uma pessoa infeliz. Sentem-se felizes porque sabem que é dentro do presente dinâmico e eterno onde tudo acontece.

18 — Sabem que podem criar suas realidades a partir da imaginação e do poder das suas intenções. Não desejam coisas a esmo, desejam com potência e intensidade, pois somente assim conseguirão dialogar com a natureza e manifestar os milagres sobre a Terra.

19 — Não querem perder tempo com fofocas e conversas que não levam a lugar algum. Sabem inverter as vibrações dos ambientes e neutralizar as energias negativas de forma consciente e eficaz.

20 — Estão optando por valorizar mais as pessoas do que as coisas. Sabem que as coisas materiais têm preço e a coisas imateriais como as amizades verdadeiras e o amor são coisas preciosas, que por sinal serão somente essas que levarão para além desta vida.

21 — Não querem mais viver num mundo de acúmulos de coisas e consumo doentio. Querem compreender o que é o compartilhamento mútuo e desejam viver em harmonia. Querem dividir para somar e não acumular para juntar.

22 — Não querem mais perder tanta energia tentando se equilibrar. Preferem a harmonização, pois sabem que todos aqueles que tentam se equilibrar uma hora caem, pois estão vivendo o tempo todo numa espécie de corda bamba.

23 — Querem resolver os problemas o mais rápido possível e só atraem pessoas que pensam da mesma forma. Detestam conviver e trabalhar com pessoas enroladas que não gostam de decidir e estão sempre tentando controlar mental e psiquicamente as outras pessoas.

24 — Estão completamente salvas das mazelas da procrastinação. Querem ir adiante e agir.

25 — Estão se sentindo diferentes das outras pessoas, mas sabem que não são melhores que ninguém. Sabem que não são pessoas especiais, mas ao mesmo tempo terão mais responsabilidades perante a sociedade.

26 — Estão isentas de qualquer tipo de preconceito justamente por saberem que um dia já foram em vidas passadas ou poderão ser em vidas futuras aquela pessoa a qual a sociedade pede para julgar. Há somente respeito. Não há discórdia.

27 — As religiões estão ficando em segundo plano. O que importa é a sua ligação direta com Deus. Sem intermediários.

28 — Estão tendo sonhos lúcidos e projeções fora do corpo que elucidam suas vidas passadas e futuras.

29 — Estão tendo acesso aos seus mentores espirituais através da intuição e da clarividência.

30 — Querem e creem no mundo melhor. Não aceitam a ideia das catástrofes e da falta de amor na humanidade. Têm absoluta certeza que a luz vencerá a escuridão como sempre fez.

31 — Não estão mais conseguindo assistir televisão.

32 — Sabem que a quinta dimensão não é um lugar, mas sim uma frequência.

33 — Não têm mais medo do desconhecido. Sabem que o mundo extra físico faz parte da Natureza dos homens e a paranormalidade deve ser encarada como algo natural e não como algo amedrontador.

34 — Sabem que o demônio não existe. Existe somente orgulho, egoísmo, ganância, medo e ilusão.


(Carlos Torres)


*  *  *




Homossexualidade



Quando encarnamos é como se entrássemos num palco para interpretar um papel.

E quando desencarnamos é como se a cortina se fechasse e a interpretação terminasse.

Daí, retornamos ao plano espiritual de onde viemos, para nos preparar para um novo retorno e uma nova interpretação.

E nesta nova interpretação poderemos trocar de etnia, posição social, nacionalidade, sexo, família, etc.

Então, podemos dizer que, nesta atual encarnação uma mulher não É mulher, ela ESTÁ mulher. 

Um homem não É um homem, ele ESTÁ homem. 

Um negro não É negro, ele ESTÁ negro, etc.

Os homens que se acham ofendidos ao ver um homossexual precisam entender que, podemos encarnar várias vezes num mesmo sexo, por exemplo, num corpo feminino. 

Daí, quando encarnamos num corpo masculino, trazemos na lembrança espiritual, as sensações, os desejos, os costumes de quando usávamos um corpo feminino.

E assim acontece o contrário também.

Podemos encarnar várias vezes num corpo masculino e quando trocamos de corpo numa nova encarnação, guardamos a lembrança de quando éramos um homem. Por isso vemos mulheres masculinizadas e homens afeminados.

Quando aprendermos isso, veremos que todo racismo, preconceito e discriminação são bobagens.


*

O escritor espírita Hermínio Corrêa Miranda nos diz que "às vezes ficamos a desejar que os espíritos tivessem sido mais explícitos, ampliando suas exposições, especialmente em assuntos mais complexos e obscuros ao nosso entendimento". 

Homossexualismo é um desses assuntos.

No desejo de explicar o tema, muitas vezes lemos autores bem intencionados interpretando os ensinamentos dos Espíritos Superiores, mas de acordo com a conveniência.

Tanto isso ocorre para a crítica negativa quanto para fazer luz em relação ao homossexualismo.

Segundo esclarecem os Espíritos Superiores, o espírito não possui sexo.

Pelo menos não como entendemos (é o que respondem no item 200 de O Livro dos Espíritos).

As experiências vividas durante longo tempo em um corpo masculino ou feminino podem explicar o que alguns pesquisadores têm encontrado: homens com lado feminino e mulheres com lado masculino mais aflorado.

Quando citamos "lados aflorados" dizemos no sentido da sensibilidade.

O Espírito no corpo feminino é preparado para a missão mais sublime que é a maternidade.

A conformação do corpo físico é o reflexo da necessidade do espírito para conseguir sentir e perceber a grandeza desta missão (ser mãe).

O mesmo espírito que um dia foi um pai de família retorna em outra existência com a missão de ser mãe. As experiências ficam registradas no psiquismo.

Quer dizer então que o homossexual é aquele que durante muitas encarnações optou por um gênero e ao reencarnar em outro ele ainda traz as tendências das experiências vividas no outro sexo?

Não é só essa a definição. 

Aliás, a definição está "em construção". Nenhum estudo é conclusivo quanto ao homossexualismo.

No caso das reencarnações, estas explicariam em parte aquilo que seriam os conflitos vivenciados por alguns diante do contexto da homossexualidade, no entanto nem todos têm conflito

E infelizmente na literatura examinada existe muito preconceito, inclusive na literatura espírita.



Fontes: