"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

18 março 2017

Lancemos as garrafas...



Lançar às profundezas do oceano cósmico a garrafa dos meus anseios, sela a dúvida que restava de que esta terra não oferece mais o horizonte que vislumbro.

Transfiro, ali dentro, a essência e o último suspiro de que a mensagem de súplica navegue no rumo que meu coração deseja.

Nestas infinitas possibilidades estelares, almejo que o brilho emanado de seu cristal lance a faísca da curiosidade, de uma verdadeira alma universal, a sensibiliza-lo na retirada da rolha que lacra os meus sonhos.

Ao desenrolar da leitura da mensagem, a certeza de que meu desejo mais sincero não é um pedido de resgate, tão somente a clara identificação de que um dia existiu um perdido e insignificante planeta, onde sua humanidade desperdiçou enumeráveis oportunidades concedidas pelo mau uso de seus arbítrios.

Perpetuar esta dura lição não é um devaneio, pois é a melhor herança a deixar fluir pelo universo...

Que os registros akhásicos assim a comprove.

A água já vai muito além da altura do peito.

É hora de lançarmos as nossas garrafas...




(Discípulo de Ramatís)



*  *  *