"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

21 outubro 2012

Transcomunicação Instrumental - Entrevista com Sonia Rinaldi - Transição, Nibiru e áudios com espíritos/extraterrestres



Muito interessante a entrevista de Sonia Rinaldi, em 30.09.2012, ao Programa Música e Mensagem - Victor Rebelo - Rádio Mundial.

* * * 

À quem desconhece, uma breve explicação sobre a Transcomunicação Instrumental: é a comunicação entre o nosso plano físico e outros planos dimensionais, por meio eletrônico (computador, vídeo, tv, telefone, gravador, etc), não passando, portanto, pelo intermédio de uma pessoa, como exemplo, por um médium.

Com a tecnologia atual, a Voz Paranormal de falecidos / espíritos / extraterrestres não é mais de difícil compreensão, e ultimamente a TCI tem recebido a merecida atenção da mídia graças ao trabalho de Sônia Rinaldi e sua equipe.

A paulistana Sônia Rinaldi, é uma das maiores pesquisadoras no mundo sobre TCI - Transcomunicação Instrumental

Há 27 anos na área, autora de 7 livros, sendo um deles um best-seller, Sônia recebeu por duas vezes o prêmio internacional Hedri Prize, da Fundação Suíça de Parapsicologia, na Universidade de Berna, por suas pesquisas pioneiras na área da TCI. 

Coordenadora do ANT (Associação Nacional de
Transcomunicação), articulista, conferencista nacional e internacional, Sônia é graduada em Letras Anglo-Germânicas pela Universidade Mackenzie de São Paulo e conduz sua pesquisa com o propósito de comprovar cientificamente, a sobrevivência do espírito – razão pela qual, seu grupo é composto de matemáticos, físicos, engenheiros, etc.

Anos atrás, Edgar Mitchell, o sexto astronauta a pisar na Lua (que também confirmou a existência de vida extraterrestre), visitou Sônia para conhecer seu trabalho de pesquisa.

Sua ligação com cientistas de universidades respeitadas enfatiza sua seriedade e conduta rigidamente científica.

*

Clique no link abaixo para ouvir a entrevista completa de Sonia Rinaldi:



* * *

Sites citados na entrevista:



* * *