"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

21 abril 2017


A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. 
O homem que não tem os olhos abertos para o Mistério, 
passará pela Vida sem ver nada.


(A. Einstein)


*  *  *





Deus abre estradas onde o mundo não tem caminhos.

Ninguém está no desamparo, e a ajuda do Pai sempre nos chega na hora necessária.

Nem sempre, é verdade, da forma como aguardamos, quase nunca pelas pessoas que esperamos.

No entanto, a proteção divina nos alcança no momento oportuno, da forma necessária e por meio das pessoas certas.


(in "Justiça além da vida", romance espírita, de José Carlos De Lucca -  Ed. Petit) 


*  *  *






09 abril 2017



Não é a morte que me importa, porque ela é um fato.
O que me importa é o que eu faço da minha vida, 
enquanto a minha morte não acontece, 
para que essa vida não seja banal, superficial, fútil e pequena.


(Mario Sergio Cortella)


*  *  *






As lágrimas são as últimas palavras quando o coração perde a voz.

(Khalil Gibran)


*  *  *



08 abril 2017


O despertar espiritual muitas vezes é um caminho solitário.


*  *  *






Enquanto você filma não está enxergando.
Enquanto você escreve mensagens, não está olhando nos olhos.
Enquanto você está postando não está memorizando as suas alegrias.
Esqueça um pouco de mostrar sua vida aos outros para fazer mais segredo a dois.

(Fabrício Carpinejar)



*  *  *

I Will Wait For You (Les Parapluies De Cherbourg) - Nana Mouskouri & Michel Legrand



Para as almas sensíveis, 
direto de um tempo melhor e mais leve...


*  *  *


27 março 2017



Para tudo há uma ocasião certa; 
há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu: 
tempo de nascer e tempo de morrer, 
tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, 
tempo de matar e tempo de curar, 
tempo de derrubar e tempo de construir, 
tempo de chorar e tempo de rir, 
tempo de prantear e tempo de dançar, 
tempo de espalhar pedras e tempo de juntá-las, 
tempo de abraçar e tempo de se conter, 
tempo de procurar e tempo de desistir, 
tempo de guardar e tempo de jogar fora, 
tempo de rasgar e tempo de costurar, 
tempo de calar e tempo de falar, 
tempo de amar e tempo de odiar, 
tempo de lutar e tempo de viver em paz.


Eclesiastes 3:1-8


*  *  *





26 março 2017

Poema do Aviso Final





É preciso que haja alguma coisa
alimentando o meu povo;
uma vontade
uma certeza
uma qualquer esperança.
É preciso que alguma coisa atraia
a vida
ou tudo será posto de lado
e na procura da vida
a morte virá na frente
a abrirá caminhos.
É preciso que haja algum respeito,
ao menos um esboço
ou a dignidade humana se afirmará
a machadadas.


(Torquato Neto)


*  *  *



25 março 2017


As 12 Leis do Karma



1ª – A GRANDE LEI

Colhemos o que plantamos. É a lei da causa e do efeito. O que quer que façamos no universo nos volta.

2ª – LEI DA CRIAÇÃO

A vida não apenas acontece, ela requer nossa participação.
Estamos ligados ao Universo dentro e fora de nós mesmos. Tudo que nos cerca nos dá indícios de nosso estado interior. Temos que fazer em nós o que queremos em nossa Vida.

3ª – LEI DA HUMILDADE

O que nos recusamos a aceitar, continua a existir em nós. O mundo espelha nossos traços.

4ª – LEI DO CRESCIMENTO

Onde formos, lá estaremos. Para crescermos no espírito, somos nós que devemos mudar, não as outras pessoas, ou lugares ou as coisas em torno de nós.

5ª – LEI DA RESPONSABILIDADE

Sempre que algo está errado, existe algo errado em nós. Nós espelhamos o que nos cerca e o que nos cerca se espelha em nós. Devemos fazer um exame da responsabilidade do que ocorre em nossa vida.

6ª – A LEI DA CONEXÃO

Mesmo que algo pareça desconectado, é importante entender que no Universo tudo está conectado. Cada etapa conduz a etapa seguinte e assim por diante. Passado, presente e futuro, todos estão conectados

7ª – LEI DO FOCO

Não podemos pensar duas coisas ao mesmo tempo. Quando nosso foco está em valores espirituais é impossível ter pensamentos baixos de mágoas ou de raiva.

8ª – LEI DA DOAÇÃO

Se acreditamos que algo é verdade, seremos chamados para demonstrar essa verdade. É nesse momento que podemos colocar o que dizemos e aprendemos na prática.

9ª – A LEI DO AQUI E AGORA

Quando olhamos para trás para examinar o que passou, ficamos impedidos de olhar para o aqui e agora. Pensamentos velhos, padrões antigos, sonhos velhos…tudo isso impede que tenhamos novos pensamentos, novos padrões e novos sonhos.

10ª – A LEI DA MUDANÇA

A história se repete até aprendermos as lições que necessitamos para mudar nosso trajeto.

11ª – LEI DA PACIÊNCIA E DA RECOMPENSA

Todas as recompensas requerem trabalho inicial. Recompensas de valor duradouro requerem labuta paciente e persistente.

12ª – LEI DO SIGNIFICADO E DA INSPIRAÇÃO

O valor de algo é o resultado direto da energia e intenção colocada nela. Cada contribuição pessoal é também uma contribuição ao todo. A inspiração amorosa fornece uma contribuição ascendente e inspira o Todo.


(Autor desconhecido)



*  *  *






O amor é a única coisa que cresce 
à medida que se reparte.

Dica de vídeo: "Para ser vegetariano é preciso ter coragem"


Pra ler todo dia...




20 março 2017

Afinal, fomos feitos para comer carne?


Diga não à carne.

Apesar de alguns historiadores e antropólogos dizerem que o homem é historicamente onívoro, o nosso equipamento anatômico:­ dentes, mandíbulas e sistema digestivo - favorece uma dieta sem carne.

A Associação Dietética Americana observa que “a maioria da humanidade, em grande parte da história humana, tem vivido em uma dieta vegetariana  ou quase vegetariana."

E grande parte do mundo ainda vive dessa maneira.

Mesmo na maioria dos países industrializados, o caso de amor com a carne tem menos de cem anos de idade.

Tudo começou com o carro frigorífico e a sociedade de consumo do século XX.

Mas, mesmo com o século XX, o corpo do homem não se adaptou a comer carne.

O cientista sueco de destaque Karl von Linne afirma: "a estrutura do homem, externa e interna, em comparação com a dos outros animais, mostra que frutas e legumes suculentos constituem seu alimento natural." (...)


Os humanos claramente não são projetados para ingerir e digerir carne

Comedores de carne: têm garras
Herbívoros: sem garra
Os seres humanos: sem garras

Comedores de carne: não têm poros da pele e transpiram através da língua
Herbívoros: transpiram através dos poros da pele
Os seres humanos: transpiram através dos poros da pele

Comedores de carne: têm dentes frontais afiados para rasgar, sem dentes molares planos para trituração
Herbívoros: dentes da frente não afiados, mas molares posteriores planos para moagem
Os seres humanos: os dentes da frente não afiados, mas molares posteriores planos para moagem

Comedores de carne: têm trato intestinal de apenas 3 vezes o comprimento do corpo, de modo que a carne em rápida decomposição pode passar através rapidamente
Herbívoros: têm trato intestinal 10-12 vezes o seu comprimento do corpo.
Os seres humanos: tem trato intestinal 10-12 vezes o seu comprimento do corpo.

Comedores de carne: tem ácido clorídrico forte no estômago para digerir carne
Herbívoros: tem ácido do estômago que é 20 vezes mais fraco do que a de um comedor de carne
Os seres humanos têm: o ácido do estômago que é 20 vezes mais fraco do que a de um comedor de carne

Comedores de carne: glândulas salivares na boca não são necessárias para pré-digerir grãos e frutas.
Herbívoros: glândulas salivares bem desenvolvidas, necessários para pré-digerir grãos e frutas
Os seres humanos: glândulas salivares bem desenvolvidas, necessários para pré-digerir, grãos e frutas

Comedores de carne: têm saliva ácida, sem ptyalina -  enzima para pré-digerir grãos
Herbívoros: têm saliva alcalina com ptyalina para pré-digerir grãos
Os seres humanos: tem saliva alcalina com ptyalina para pré-digerir grãos


*Baseado em um gráfico AD Andrews, Food Fit por Homens, (Chicago: Americana de Higiene Society, 1970)


É evidente que se os seres humanos fossem feitos para comer carne, não teríamos tantas semelhanças digestivas com animais que são herbívoros.

Muitas pessoas me perguntam: "Se nós não deveríamos comer carne por que comemos?".

É porque estamos condicionados a comer carne.

Além disso, a ADA (American Dietetic Association) nos diz que "a maioria da humanidade, em grande parte da história humana, tem vivido em uma dieta vegetariana  ou  lacto-ovo."

Uma declaração popular que comedores de carne dizem é: "Na natureza, os animais matam outros animais para alimentação. É uma parte da natureza."

Primeiro de tudo, nós não estamos em estado selvagem.

Em segundo lugar, podemos facilmente viver sem comer carne.

Todos nós seriamos mais saudáveis desta forma.

Finalmente, como já demonstrei, não fomos feitos para comer carne.

Pedaços de carne começam a apodrecer dentro de 4 horas após o consumo e os remanescentes se agarram às paredes do intestino para 14-21 dias.

Se uma pessoa está sofrendo de constipação a carne podre pode ficar no intestino durante meses ou anos.

Além disso, a saliva em seres humanos é mais alcalina, enquanto que no caso de consumo de carne em animais predatórios, é claramente ácida.

A saliva alcalina não age corretamente em carne.

A última coisa que gostaria de dizer sobre o fato de que humanos não foram feitos para comer carne é esta: todos os animais onívoros e carnívoros comem sua carne crua.

Quando um leão mata um herbívoro para alimentação, ele rasga à direita para a área do estômago para comer os órgãos que são preenchidos com sangue (nutrientes).

Enquanto come o estômago, fígado, intestino, etc., o leão lambe o sangue no processo de comer a carne do animal morto. Até ursos que são onívoros comer salmão cru.

No entanto, comer carne sangrenta e crua desagrada a nós como seres humanos.

É por isso que temos de cozinhar e temperar para tamponar o sabor da carne.

Se um cervo é queimado em um incêndio florestal um animal carnívoro não vai comer sua carne.

Mesmo leões de circo tem que se alimentar de carne crua para que eles não morram de fome.

Se os seres humanos fossem realmente feitos para comer carne, gostaríamos que toda a nossa carne fosse crua e sangrenta.

O pensamento de comer essa carne nos embrulha o estômago.

Este é o meu ponto sobre a forma como nós, como seres humanos somos condicionados a acreditar que a carne animal é boa para nós e que nós fomos feitos para consumi-la para fins de sobrevivência e de saúde.

Se somos verdadeiros carnívoros ou onívoros temos que comer carne animal crua e sangrenta.

Cozinhamos a nossa carne e usamos temperos com sal, ketchup, maionese, mostarda, molho de tabasco, etc para disfarçar o terrível sabor da carne.

Esta é a única maneira que nós aceitamos, como seres humanos que comem carne, porque nos recusamos a comê-la crua e sangrenta como o real carnívoro.


Vantagens globais do vegetarianismo


Você pode colher uma série de benefícios por ser um vegetariano.

Questões dos direitos dos animais é apenas uma das razões pelas quais as pessoas decidem ir em uma dieta vegetariana.

As pessoas estão começando a se preocupar mais com o meio ambiente.

No entanto, a principal razão pela qual a maioria das pessoas passa a ter uma dieta vegetariana é devido aos benefícios para a saúde.
 
A carne não é boa para você, pois obstrui o seu pensamento.

Isto é especialmente verdadeiro se você comer carne vermelha; carne branca tem menos gordura em relação à carne vermelha. A Ingestão excessiva de gorduras em seu corpo pode resultar em ter um elevado nível de colesterol.

Se você acha que não comer carne vai fazer você fraco ou insalubre por favor, pense novamente.

Basta imaginar que vacas, cabras, gorilas, elefantes, rinocerontes e assim por diante são todos vegetarianos (herbívoros), mas olhar para o quão resistentes esses animais são.

Eles também têm uma vida útil mais longa em comparação com os carnívoros. (...)

Os chineses acreditam que o Chi ou força vital em seu corpo é menor quando se consome carne e assim pensam os índios com seus antigos princípios de yoga [sua força de vida foi chamado Prana].

Os grandes mestres de Tai Chi da China eram peritos em preservar o seu Chi.

Mesmo que alguns dos mestres não fossem vegetarianos eles ainda tinham uma dieta equilibrada.

Foi agora cientificamente comprovado que uma dieta vegetariana equilibrada é melhor em comparação a uma dieta com carne. 

Há uma série de equívocos sobre ser um vegetariano; proteína é um dos principais temas de debate, pois muita gente acredita que você só pode obter proteína da carne.

Vegetarianos obtém uma grande quantidade de proteína ao comer uma variedade de outros alimentos.

O que os vegetarianos não entendem é o excesso de proteína da dieta tradicional.

Este tipo de dieta leva a doenças de toxicidade hepática, sobrecarga renal e deficiência mineral.

Muitas pessoas também acham que uma dieta vegetariana não é uma dieta equilibrada.

As dietas vegetarianas têm uma proporção de três macro nutrientes que são carboidratos complexos, proteínas e gorduras.

Fontes de alimentos vegetarianos (plantas) tendem a ser fontes superiores da maioria dos micronutrientes.

Outro mito que precisa ser esclarecido é a chamada falta de cálcio entre os vegetarianos.

Muitos vegetais especialmente os de folhas verdes têm um bom fornecimento de cálcio.

A verdade é que os vegetarianos sofrem menos de osteoporose (uma deficiência de cálcio que leva a ossos fracos).

Não é minha intenção forçar as pessoas a se tornar vegetarianos.

No entanto, o vegetarianismo é a minha resposta para a saúde completa e bem-estar.

As três questões a considerar em relação ao vegetarianismo são: espiritual, mental e físico (nutricional). 

A pessoa espiritualmente aspirante tenta trabalhar em sua / seu self.

O objetivo do crescimento espiritual é afastar-se da natureza animal na natureza mais humana que Deus planejou para nós.

Comer carne inibe isso.

A mesma ciência que tenta ignorar a existência de uma Força Maior do que o homem também mostrou que os níveis de agressão são muito mais elevados em comedores de carne do que não comedores de carne!

Os instintos animais tornam-se mais fortes cada vez que você come a carne.

Outro aspecto espiritual de ser um comedor de carne é quando se deve questionar a necessidade e método de matar animais.

No entanto, todos têm sua própria moral com a qual devem decidir por si mesmos.

Não é o propósito da minha dissertação forçar um comportamento moral específico sobre ninguém.

A maioria das pessoas espiritualizadas acredita em Aura.

Fotografia Kirlian nos mostra que um campo de força ainda permanece em torno de carne morta ou amputada.

Você adota essa aura animal quando você come carne. Frutas e vegetais têm uma aura de vibração mais elevada que produtos de origem animal.

"Você é o que você come", é um slogan que eu amo usar para mostrar o aspecto mental do vegetarianismo.

Quando os animais são abatidos, enzimas medo e agressão são disparados em seu tecido muscular.

Eles permanecem na carne até que o consumidor a ingira e se adapte às mesmas emoções.

Frutas e vegetais não têm emoções; portanto, quando eles são apanhados eles não liberam quaisquer células emocionais antes da digestão.

As enzimas dentro de frutas e legumes fornecem ao corpo nutrientes que irão sempre defender um estado saudável da mente.

Frutas e vegetais são ricos em nutrientes; a mesma coisa que o corpo precisa para viver uma longa vida e livre de dor.

O mesmo não pode ser dito para a carne.

Em termos nutricionais o sistema digestivo à base alcalina de seres humanos não irá quebrar adequadamente substâncias ácidas substanciais de carne.

O câncer de cólon é galopante! Isto é causado pela evacuação lenta e putrefação de carne no cólon.

Vegetarianos ao longo da vida não sofrem de tal doença.

Muitos comedores de carne acreditam que a carne é a única fonte de proteína.

No entanto, a qualidade desta proteína é tão pobre que pouco de cada vez pode ser utilizada pelos seres humanos.

Isto é devido à sua combinação incompleta de ácidos aminados [os blocos de construção das proteínas].

Estudos mostram que o homem médio recebe cinco vezes a quantidade de proteína necessária.

É um fato médico comum que o excesso de proteína é perigoso.

O perigo fundamental no consumo de carne excesso é ácido úrico (resíduos produzidos no processo de digestão de proteínas).

Ácido úrico ataca os rins e quebra as células de rim de chamadas néfrons.

Esta condição é chamada nefrite; a principal causa do que é sobrecarregar os rins.

Proteína mais utilizável é encontrado em uma colher de sopa de tofu ou soja do que a porção média de carne!

Você já viu o que acontece com um pedaço de carne que fica no sol por três dias?

A carne pode ficar no calor do intestino por pelo menos quatro a cinco dias até que seja digerido.

Ela não faz nada além de esperar para a passagem. Muitas vezes, ela geralmente permanece lá por muito mais tempo. Os médicos encontraram traços de carne não digerida restante no cólon para até vários meses. (...)

Tigres ou leões que comem carne têm um sistema digestivo à base de ácido.

Nosso ácido clorídrico não é forte o suficiente para digerir carne. (...)

As carnes são congeladas durante um longo período de tempo. Algumas carnes (especialmente aves) são congelados até dois anos. As temperaturas frias não matam todas as espécies de bactérias. 

Pior do que isto, uma vez que é transportada e armazenada, mais carne congelada é descongelada e recongelada muitas vezes. Isto é quase inevitável.

Comedores de carne sofrem com mais frequência de vários tipos de intoxicação alimentar do que vegetarianos.

As estatísticas mostram que cada americano tenha sofrido uma intoxicação alimentar pelo menos uma vez.

Quando você se sentiu mal, teve diarreia ou apenas um mal-estar de estômago, sem dúvida, você não tinha a menor ideia de que tinha sido envenenado por catadores que vivem da carcaça morta que você comeu.

A carne é dispendiosa e é a fonte com mais desperdício de recursos.

Quando se remove carne de sua dieta todo um novo mundo alimentar se abre.

Cozinhar e preparar estilo vegetariano não é mais demorado do que cozinhar a carne.

É mais barato ser vegetariano.

Existem excelentes pratos vegetarianos nutritivos e fáceis de preparar.

Além disso, pode-se desfrutar de muitos outros alimentos que nunca provamos por causa do hábito de comer carne.

A maioria dos consumidores não tem comido mais do que cinco ou seis variedades de feijão e legumes. Isto é menos do que 10% do que está disponível.

Na minha opinião, há muito mais benefícios ao se tornar um vegetariano, então não sejamos comedores de carne.

Devido ao fato de ter sido criado comendo carne, eu experimentei dois mundos.

Como um comedor de carne eu estava constantemente doente, cansado e com excesso de peso.

Como vegetariano, eu sou saudável, cheio de energia e mantenho um peso ideal.

Eu amo ser um vegetariano e mostro.

Porque eu desejo o melhor para mim, quero o melhor para os outros.

Através da minha experiência e pesquisa, tornar-se vegetariano é a melhor coisa que alguém pode fazer para a sua mente, corpo e espírito.





*  *  *



18 março 2017

Cuidado com a hora vazia!


Cuidado com a hora vazia, sem objetivo, sem atividade.
Nesse espaço, a mente engendra mecanismos de evasão e delira.
Cabeça ociosa é perigo à vista.
Mãos desocupadas facultam o desequilíbrio que se instala.
Grandes males são maquinados quando se dispõe de espaço mental em aberto.

Se, por alguma circunstância, surge-te uma hora vazia, preenche-a com uma leitura salutar, ou uma conversação positiva, ou um trabalho que aguarda oportunidade para execução, ou uma ação que te proporcione prazer...

O homem, quanto mais preenche os espaços mentais com as ideias do bem, mediante o estudo, a ação ou a reflexão, mais aumenta a sua capacidade e conquista mais amplos recursos para o progresso.

Estabelece um programa de realizações e visitas para os teus intervalos mentais, as tuas horas vazias, e te enriquecerás de desconhecidos tesouros de alegria e paz.

Hora vazia, nunca!




(Do cap. 8 do livro Episódios Diários, de Joanna de Ângelis, psicografado pelo médium Divaldo Pereira Franco.)


*  *  *





Lancemos as garrafas...



Lançar às profundezas do oceano cósmico a garrafa dos meus anseios, sela a dúvida que restava de que esta terra não oferece mais o horizonte que vislumbro.

Transfiro, ali dentro, a essência e o último suspiro de que a mensagem de súplica navegue no rumo que meu coração deseja.

Nestas infinitas possibilidades estelares, almejo que o brilho emanado de seu cristal lance a faísca da curiosidade, de uma verdadeira alma universal, a sensibiliza-lo na retirada da rolha que lacra os meus sonhos.

Ao desenrolar da leitura da mensagem, a certeza de que meu desejo mais sincero não é um pedido de resgate, tão somente a clara identificação de que um dia existiu um perdido e insignificante planeta, onde sua humanidade desperdiçou enumeráveis oportunidades concedidas pelo mau uso de seus arbítrios.

Perpetuar esta dura lição não é um devaneio, pois é a melhor herança a deixar fluir pelo universo...

Que os registros akhásicos assim a comprove.

A água já vai muito além da altura do peito.

É hora de lançarmos as nossas garrafas...




(Discípulo de Ramatís)



*  *  *


08 março 2017


De aço e de flores.
O aprimorado da vida ainda insiste em nascer dos contrários.
As mulheres sabem mais sobre isso.
Elas experimentam na carne o destino de serem como Deus, em pequenas partes.
Geram o mundo; embalam os destinos e entrelaçam num mesmo tecido as cores da fragilidade e da força.
Elas são de aço. Elas são de flores.


Pr. Fabio de Melo








04 março 2017

Dica de vídeo: Empatia


Empatia: colocar-se no lugar do outro.

Como seria se soubéssemos o que a pessoa ao nosso lado pensa ou sente? 


Será que a tratariamos melhor?

01 março 2017

Quaresma: quando abrem os portões do Umbral


Ao contrário do que muitos pensam, a quaresma não é uma data importante apenas para a Igreja Católica. 

Outras comunidades Cristãs, como: Calvinistas, Luteranas, Anglicanas, Ortodoxas, também a adotam, conforme seus preceitos.

Curiosamente, não se trata apenas de um período de purgação espiritual simbolizado nos 40 dias em que Jesus passou no desertou ou Moisés no monte Sinai. 

Trata-se de um período com fortes implicações espirituais, cuja tradição remonta, pelo menos, 1600 anos.

Asseguram-nos os espíritos que, neste período, há uma profunda agitação na atmosfera Umbralina, o que faz com que muitos espíritos consigam vir à superfície da Terra com muita facilidade.

Embora existam espíritos responsáveis por vigiar os “canais de saída”, nesse período, a agitação é tão grande que, mesmo eles, não conseguem impedir a passagem dessas entidades. 

É quando uma imensa quantidade de espíritos sofredores e perturbadores ganham livre acesso ao mundo dos homens.

O que se passa, então, é um verdadeiro caos: cada um segue por conta do seu interesse. 

Alguns, viciados, correrão para saciarem-se; outros, perturbados, buscarão seus familiares; alguns, vingativos, o que tanto anseiam e por aí vai.

Com tantas entidades perturbadoras perambulando livremente, a chance de cairmos em sentimentos nocivos que nos farão mal é muito grande. 

Desavenças são acirradas. Vinganças são alimentadas. Ódios são cultivados. É preciso ter muita firmeza de cabeça.

Nesse período, mais do que qualquer outro do ano, temos que ter cuidado redobrado com nossos pensamentos e sentimentos, pois com imensa facilidade, poderemos ser alvo das investidas inferiores. Orai e Vigiai, em dobro… em triplo!

É provável, contudo, que a maior parte das pessoas não perceba todo esse perigo. Entretanto, os médiuns percebem, com facilidade.

As próximas três quaresmas, até o ano de 2019, serão intensamente mais fortes que as anteriores. 

São os momentos finais, agônicos, de uma sociedade, encarnada e desencarnada, prestes a se renovar ou se atrasar, conforme as escolhas feitas.

***

Muitas casas de Umbanda fecham as portas, com receio das perturbações que essas entidades causam. 

Entretanto, a recomendação é justamente inversa. 

Este é um período de intenso trabalho, de redobrada caridade e auxílio aos encarnados e desencarnados. 

Nenhuma casa deve fechar as portas.

Vamos todos concentrar nossos esforços no bem, na caridade, no amor ao próximo. 

Refugiarmos na oração e na vigília constante de nossos pensamentos e atos e nada teremos a temer.


(por Leonardo Montes)







*  *  *







"The Sound Of Silence" - Disturbed



(“The sound of silence” -  tradução)


O Som do Silêncio

Olá escuridão, minha velha amiga
Eu vim falar com você novamente
Porque uma visão suavemente arrepiante
Deixou sementes enquanto eu dormia
E a visão que foi plantada em minha mente
Ainda continua dentro do som do silêncio

Em sonhos agitados eu caminhei sozinho
Ruas estreitas pavimentadas
Sob a luz de uma lâmpada de rua
Eu virei meu colarinho para me proteger do frio e umidade

Quando meus olhos foram apunhalados
Pelo lampejo de uma luz de neon
Que dividiu a noite
E tocou o som do silêncio

E na luz nua eu vi
Dez mil pessoas, talvez mais
Pessoas falando sem conversar
Pessoas ouvindo sem escutar

Pessoas escrevendo canções
Vozes que nunca compartilharam
E ninguém se atrevia a
Perturbar o som do silêncio

"Tolos", disse eu, "vocês não sabem
Silêncio é como um câncer que cresce
Escute minhas palavras que talvez eu possa te ensinar
Pegue em meus braços e talvez eu possa te alcançar"
Mas minhas palavras, como gotas silenciosas de chuva, caíram
E ecoaram nos poços do silêncio

E as pessoas curvavam-se e rezavam
Ao Deus de neon que elas criaram
E a placa cintilou o seu aviso
E as palavras que estava formando

E o aviso disse
As palavras de profetas
Estão escritas nas paredes do metrô
E corredores de apartamentos
E sussurrou no som do silêncio






*  *  *

Quando a Alma deixa o corpo - Huberto Rohden


Assim como o sono não atinge a vida central do nosso Eu, do mesmo modo a morte não afeta a nossa íntima essência, que dá vida aos invólucros externos.

A alma não é atingida pelo processo da morte.

Essa hora da grande metamorfose está, geralmente, envolta no véu duma suave semiconsciência crepuscular…

Tudo nos parece distante, cada vez mais distante… tudo vago, longínquo, aéreo… recuam as paredes do quarto…

Perdem-se no espaço os derradeiros sons… entorpecem as extremidades do corpo…

A semiconsciência centraliza-se no coração, no cérebro, últimos redutos da vida material…

Por fim, o corpo repousa como um invólucro vazio do inseto deixado pela vida…

E, por algum tempo, a alma parece imersa num como sono profundo… desce sobre ela a noite duma paz imensa, misteriosa, benéfica…

Quanto tempo durará essa noite de semiconsciência? Ninguém o sabe.

Para uns é longa, para outros breve. Depende do modo de vida que alguém levou na terra; depende do conteúdo e da qualidade das nossas experiências atuais.

Para uma alma firmemente presa ao corpo físico, à matéria dos sentidos e do mundo, causa essa separação um choque violento, uma espécie de hemorragia interna, de maneira que, por largo tempo, ela não consegue recuperar equilíbrio e suficiente consciência para se orientar e saber o que aconteceu e onde está.

Para outras almas, já devidamente habituadas ao desapego voluntário da matéria, é breve esse estado de inconsciência parcial, porque não houve choque violento; como São Paulo, podiam dizer em plena vida terrestre “eu morro todos os dias, e é por isto que vivo — mas não sou eu que vivo, o Cristo é que vive em mim”.

Quando, então, a alma volta a recuperar consciência de si, não sabe ainda que se acha fora do corpo material.

O longo hábito de sentir e pensar através da rede dos nervos orgânicos mantém a alma, por algum tempo, na ilusão de sentir e pensar ainda através desses mesmos veículos, já inertes.

Mesmo quando contempla o seu corpo imóvel, não se convence desde logo que esse invólucro não seja mais instrumento dela.

O homem espiritual, porém, habituado a não se identificar com o seu corpo, durante a vida terrestre, rapidamente se habitua ao novo ambiente e se sente perfeitamente “em casa”.

E logo essa alma, levada por um impulso interno, vai em busca de outros seres que tenham afinidade espiritual com ela, porque vê nesses seres seus irmãos, suas irmãs, sua família espiritual. 

Cessaram os liames do parentesco material; começam a agir as forças da afinidade espiritual, segundo a eterna lei cósmica “semelhante atrai semelhante”.

E formam-se novos mundos e novas humanidades.

Quando, pois, vês morrer um dos teus entes queridos, leitor, não te entristeças, não chores desconsolado, não fales em desastre ou catástrofe, não te cubras de luto.

Fica em silêncio por algum tempo, abisma-te em ti mesmo, acompanhando com a alma a metamorfose da tua “borboleta”.


(Huberto Rohden)


(Do livro “O Caminho da Felicidade” – capítulo “NÃO CREIAS NUMA MORTE REAL”)




*  *  *