"Nós não somos seres humanos tendo uma experiência espiritual. Somos seres espirituais tendo uma experiência humana"

(Teillard de Chardin)

01 maio 2011

Dica de Livro: “Cuidar” - Livro-documentário que mostra o retrato da Medicina Humanizada do País

 
O livro-documentário "Cuidar" é o resultado de uma expedição que percorreu o Brasil, de norte a sul, registrando através das lentes das câmeras fotográficas as relações entre médicos, equipes de saúde, familiares e pacientes registradas dentro e fora do ambiente hospitalar. 

O livro com 110 imagens faz parte de um projeto de humanização de hospitais batizado de “Humanizando Relações”, que tem como parceira a farmacêutica Roche.


O objetivo é documentar algo que é humanamente sensível, mas nem sempre visível aos olhos. 

André François, fotógrafo idealizador do projeto e fundador da organização ImageMagica, registrou ao longo de 2006 mais de 25 mil imagens, que refletem as relações entre médicos, equipes de saúde, familiares e pacientes, mostrando que nos momentos mais cruciais na luta pela vida é possível existir ternura e delicadeza.

O resultado pode ser visto nas 248 páginas do livro, que traz 110 imagens em preto e branco com relatos de médicos, familiares e pacientes sobre a arte do Cuidar.


A leitura da obra não termina nas fotografias: ela vai além, pois retrata o universo do “Cuidar”, tema pertinente não apenas quando abordamos a Medicina. 

Traduzir esse sentimento para o papel foi uma tarefa complexa desempenhada pelo editor de imagens Pisco Del Gaiso, fotógrafo e editor da revista Fotosite. 

O trabalho em conjunto de François e Gaiso foi fundamental para a escolha de detalhes tão sutis quanto reveladores do universo hospitalar. 

“Era preciso transformar as milhares de imagens no livro com certa sobriedade, porém sem deixar se levar pelo lado do drama ou da tragédia. 

O fotógrafo é um instrumento de comunicação entre os povos, um mediador entre dois olhares. Minha missão foi tornar as histórias daquelas pessoas mais vivas”, explica François.


No livro estão retratadas histórias que falam da espera da cura, e de como a humanização influencia esta espera. 

O fotógrafo registrou de grandes a pequenos hospitais, lugares de difícil acesso, equipes médicas que trabalham de forma itinerante atendendo a comunidades carentes, médicos de família e o trabalho solitário de profissionais que arriscam suas vidas em trajetos para chegar até as fronteiras, como, por exemplo, da Colômbia. 

Ao longo do trabalho, François descobriu que a humanização está em pequenas e simples atitudes do cotidiano, retratadas para documentar seus efeitos e benefícios. 

André partiu em busca da imagem que carregava na mente há tempos: a do médico iluminado, aquele que carrega em sí o cuidado como premissa para qualquer tratamento.

Para Ernest Egli, presidente da Roche Brasil, a concretização deste projeto comemora não apenas os 75 anos da Roche no Brasil, mas principalmente a presença do Cuidar nos hospitais e ambulatórios. 

“Hoje, não temos dúvidas de que o cuidado é o melhor caminho para a cura, por isso, não apenas apoiamos, como também nos integramos a este fascinante projeto”.

O livro foi desenvolvido com o apoio da Lei Rouanet, terá distribuição nacional e será traduzido para quatro línguas: espanhol, inglês, francês e português.